20/03/2020 às 11h40min - Atualizada em 20/03/2020 às 11h40min

Cloroquina: franceses e chineses acreditam na eficácia do medicamento

Para alguns cientistas, a solução pode vir de um remédio simples, antigo e barato

Tecmundo
Foto: Divulgação
A cloroquina é um medicamento usado no tratamento da malária. E, nesta quinta-feira, ganhou as manchetes de todo mundo, depois que foram divulgados estudos franceses e chineses que apontam uma possível eficácia do produto no combate ao coronavírus.

Também da China vêm notícias positivas. 3 pesquisadores chineses, Jianjun Gao, Zhensue Tia e Xu Yang, todos da Universidade de Qindao, publicaram um etudo na revista BioScience Trends. De acordo com eles, avaliações feitas em 100 pacientes mostram que a cloroquina se mostrou eficaz para melhorar o estado dos pulmões e também para fazer desaparecer o vírus do organismo dos pacientes.

Simplicidade e acessibilidade

Além da esperança que começa a brotar em torno da cloroquina, há dois aspectos ainda mais interessantes. O primeiro é que trata-se de um medicamento antigo, criado há 76 anos. O segundo é que estamos falando de um remédio extremamente barato. Segundo os cientistas chineses, um tratamento de 500 mg de cloroquina por 10 dias seria suficiente. Cada comprimido custa algo em torno de 20 centavos de real.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »