05/03/2020 às 15h32min - Atualizada em 05/03/2020 às 15h32min

Gabriel Monteiro é afastado da Polícia Militar

Entenda por quê Gabriel corre sério risco de vida

MBL NEWS
O policial militar do Rio de Janeiro, Gabriel Monteiro, foi afastado da PM nesta quinta-feira (5). A alegação é que Monteiro desrespeitou um superior ao questionar o suposto envolvimento do Coronel Ibis Pereira sobre seu suposto envolvimento com a organização criminosa Comando Vermelho.

Em um vídeo postado pela manhã, Gabriel explica que pode ser definitivamente expulso da PM em breve. “Por causa do meu questionamento, eu perco, no dia de hoje, o porte de armas, eu perco minhas funções externas na polícia militar, estou largado. Estou submetido a um conselho da Polícia Militar (…) porque eu questionei o ex-comandante geral da Polícia Militar, porque ele tem um forte apreço com o Comando Vermelho”.

Gabriel também lembra que, por ser “o policial mais ameaçado do estado do Rio de Janeiro”, é extremamente perigoso ter perdido seu porte de armas.

O conselho de ética ainda avaliará o caso, mas a expectativa de pessoas próximas ao Gabriel é que a probabilidade de expulsão e muito alta.

Em vídeo publicado em outubro de 2019, Gabriel Monteiro encontra o Coronel Ibis e pergunta sobre uma foto onde o coronel está em local fortemente regido pelo Comando Vermelho: “Como que o senhor sendo policial militar, ex-comandante da polícia militar do Estado do Rio de Janeiro, consegue entrar num local onde há conflito bélico, morte de inúmeros policiais militares e nada acontece com o senhor?”, questiona.

Em resposta, o coronel afirma que entrou para dar uma aula no local. Gabriel afirma que quase morreu só de chegar perto do local, questionando novamente como um coronel da polícia militar consegue entrar lá sem ser assassinado.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »