24/02/2020 às 09h43min - Atualizada em 24/02/2020 às 09h43min

Como calcular o IPVA em 2020

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Um dos conhecimentos mais importantes para um motorista neste ano é saber como calcular o IPVA em 2020. Afinal, trata-se de um dos impostos mais caros e significativos do nosso calendário.

O IPVA é o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores, sendo pago por todas as pessoas (físicas ou jurídicas) que possuem um automóvel, seja ele um carro, caminhão, moto ou quadriciclo motorizado.

Para cada categoria de automóvel, o IPVA muda de alíquota, além de mudar também de estado para estado. Isso mesmo: o IPVA pago em São Paulo por um Chevrolet Onix 2019 é diferente do montante pago pelo mesmo veículo em outro estado do país.

Por isso, é importante saber como calcular o IPVA em 2020 e confirmar se pagou o valor correto ou não. Saiba como fazer isso nas próximas linhas.
 

Como calcular o IPVA em 2020?

A primeira coisa que precisamos saber para aprender como calcular o IPVA em 2020 é entender que o imposto trabalha de forma diferente para diferentes categorias de veículos. São elas:
  • carros novos;
  • carros seminovos ou usados;
  • carros comprados em leilão.
Por carros novos, nós entendemos veículos que ainda não completaram um ano na data de pagamento do imposto. Já carros seminovos e usados são os anteriores a isso, enquanto os automóveis comprados em leilão são aqueles que sofreram algum acidente ou foram apreendidos por algum motivo e foram levados a leilão, como o nome indica.

Confira a seguir como calcular o IPVA em 2020 de cada uma dessas categorias de automóveis.
 

Qual a fórmula do cálculo para um carro novo?

Essa é a categoria mais fácil do nosso artigo do dia. Para saber como calcular o IPVA em 2020 de um carro novo, basta ver qual é a alíquota aplicada e usar como base o valor venal descrito no documento do veículo.

A alíquota varia, como já afirmado, de estado para estado, enquanto o valor venal vem descrito no documento do automóvel e é usado de base para pagar impostos pela primeira vez.

Isso é necessário porque é possível comprar o mesmo carro com preços diferentes, com base em promoções e outros contextos. Por isso, para que todos paguem um imposto igualitário, existe o valor venal.

Quer ver como o cálculo funciona? Vejamos um exemplo a seguir.

Suponha que você comprou um Renault Kwid em 2019 com o valor venal de R$34.790,00 e, no seu estado, a alíquota do IPVA é de 3%. Como fazer o cálculo?
Basta usar a matemática: R$34.790,00 X 0,03 = R$1.043,70. Portanto, você pagaria pouco mais de R$1.000,00 de IPVA nesse carro.

Fácil, não é mesmo? Vejamos a próxima categoria.
 

Como calcular o IPVA de um carro usado?

Se você resolver comprar carro usado em vez de um automóvel novo, quanto terá de pagar de IPVA? A fórmula do cálculo é mais ou menos a mesma, mudando apenas a origem do valor venal.

Isso porque a legislação compreende que um automóvel ano 2010, por exemplo, não pode ter o mesmo valor venal que um carro do mesmo modelo ano 2019.

Por isso, a origem do valor venal é outra.

Nesse caso, usamos o valor da Tabela FIPE. Sim, ela mesma, tão mencionada pelas pessoas, mas tão pouco compreendida (já reparou que pouca gente sabe como funciona Tabela FIPE?).

Assim, a única coisa que precisamos fazer é pesquisar o valor venal do nosso carro usado ou seminovo na Tabela FIPE e aplicar a alíquota do estado.

Um Gol 1.0 Plus de 2003, por exemplo, tem valor na Tabela FIPE de R$10.870,00. Se a alíquota do IPVA for de 3%, o encargo será de R$326,10.

Para chegar nesse valor, só precisamos pegar o valor venal e aplicar a alíquota de 3%, sem mistério.
 

Como calcular o IPVA de um carro de leilão?

E se você resolver participar de um leilão para comprar um carro? Os valores, nesse caso, são muito mais em conta do que em concessionárias ou em lojas, o que faz com que seja uma opção atraente para muitos.

É importante, claro, levar em conta que carros de leilão normalmente sofreram acidentes, o que pode resultar em danos estruturais escondidos.

No entanto, para quem não se importa, é uma boa opção econômica para ter um carro. Mas como calcular o IPVA em 2020 de um automóvel de leilão?

A lei compreende que o carro de leilão não tem o mesmo valor venal que um usado “normal” ou um novo. Afinal, ele passou por acidentes e outros problemas.

Por isso, o valor usado como base para o cálculo do IPVA é o montante pago para arrematar o veículo. Exatamente: cada carro de leilão tem um IPVA próprio.

Por exemplo, se você comprou um Renault Kwid no leilão por R$9.000,00, usará esse valor de base para o cálculo do IPVA. Já se outra pessoa arrematou um veículo igual por R$8.500,00, pagará um montante diferente.

E aí, aprendeu como calcular o IPVA em 2020? Então deixe um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto de hoje!
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »