31/01/2020 às 13h53min - Atualizada em 31/01/2020 às 13h53min

Por que as fintechs são um sucesso?

Lucas A. Silva
Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
As fintechs revolucionaram o mercado financeiro - em que outro momento você poderia ter acesso aos melhores cartões sem anuidade, com limites variáveis e possibilidades de pagamento atrativas?
 
Embora pareça que temos o Nubank e o Banco Inter desde sempre, tamanho o impacto que essas fintechs tiveram em nossas vidas, a tendência é bastante recente.
 
Se você ainda não entende ao certo como essas companhias surgiram, como conseguem funcionar (uma vez que a proposta de algumas é deveras ousada) e o que podem fazer por você, fique por aqui.
 
Neste artigo, explicaremos um pouco mais sobre a história das fintechs e sobre como elas podem alterar a sua rotina e ajudá-lo a reorganizar a sua vida financeira. Confira.
 

Antes de tudo: o que é Fintech?

O termo surgiu através da junção das palavras financial (financeiro) e technology (tecnologia). Compreendemos, portanto, que fintechs são companhias que atuam juntando as duas áreas citadas.
 
Engana-se, no entanto, quem acredita que apenas bancos digitais podem entrar nessa categoria.
 
Existem, por exemplo, as fintechs de pagamento - como é o caso do Nubank, criador do famoso "cartão roxinho", que teve as suas origens como uma empresa de cartões de crédito sem anuidade - e as de empréstimos, como é o caso da Geru.

 

Quais são as principais vantagens das fintechs?

O primeiro ponto está na praticidade, claro.
 
Dado o fato de que atuam majoritariamente em ambiente virtual, com pouquíssimo contato com o mundo "real", têm condições de atendimento e resolução de problemas que normalmente ultrapassam a qualidade dos serviços tradicionais.
 
Para além disso, os usuários podem utilizar os aplicativos das marcas para verificar, em tempo real, informações pertinentes à sua vida financeira.
 
Um exemplo? O Banco Inter permite ao usuário que verifique o seu saldo assim que acessar o aplicativo, além de guardar informações sobre transferências, nomes de usuários favoritos e similares.
 
Um adendo: o Inter permite também, caso o dono da conta atue como freelancer ou similar, que sejam efetuados depósitos por boletos. Após o pagamento, o dinheiro cai na conta do MEI em poucos dias úteis, de forma prática e inteligente.
 
A praticidade não para por aí.
 
Um dos maiores problemas de outrora era conseguir abrir conta em bancos tradicionais - era necessário fornecer documentos múltiplos, pegar filas, entre outras coisas.
 
Na era das fintechs, fornecer seus dados principais, como CPF e identidade, um comprovante de um endereço, uma assinatura digital e uma foto costumam ser o suficiente. E o cartão vai direto para a sua casa, por meio do serviço dos Correios, sem que você tenha que ir pegá-lo em algum lugar.

 

O maior atrativo: juros baixos

Não é incomum que as fintechs não cobrem anuidade, taxas de manutenção ou similares e que, de quebra, ofereçam taxas de juros abaixo do mercado.
 
O Nubank tem multa de atraso de 2%, além de juros de crédito rotativo que variam de 2,75% a 14% ao mês. Em caso de atraso de pagamento da fatura, o usuário paga a mesma taxa do crédito rotativo mais a mora de 1% ao mês.
 
Muitos bancos estão diminuindo as suas taxas para concorrer com a de algumas fintechs; só isso já demonstra o quanto elas são relevantes em nosso contexto.

 

Um novo mundo: empréstimos

Como comentamos em outro momento, existem fintechs feitas especialmente para quem está em busca de empréstimo, como é o caso da Geru.
 
Listamos, além dela, outra companhia especializadas nesse tipo de serviço, com as suas características e informações mais relevantes.

 

Geru

Primeira plataforma de empréstimos online do Brasil, a Geru deu início às atividades em meados de 2015, com a premissa de facilitar o processo de pedir dinheiro emprestado.
 
No site oficial do grupo, é possível fazer uma simulação sem compromisso de um empréstimo. Os valores variam de 2 mil a 50 mil reais, com prazos de pagamento de até 36 vezes.
 
As taxas são atraentes - entre 2% e 8,2% - e personalizadas de acordo com o perfil do cliente. Não é preciso, além disso, comprovar renda.

 

Rebel

Correspondente bancário da Lecca Crédito, Financiamento e Investimentos S.A., a Rebel oferece crédito pessoal, sem garantias, com taxas personalizadas para atender ao perfil do cliente.
 
A empresa permite que os interessados simulem valores de empréstimos de 1 mil a 25 mil reais em ambiente seguro e, após aplicar um breve questionário online, dá início ao processo.
 
É um pouco mais burocrática que a Geru, mas tem prazo de resposta rápida e atendimento diferenciado. Após finalizadas as etapas obrigatórias, o dinheiro cai na conta do cliente em até um dia útil.
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »