30/01/2020 às 15h52min - Atualizada em 30/01/2020 às 15h52min

Conheça o 1º carro elétrico autônomo brasileiro

TecMundo
O modelo chega a 50 km/h de velocidade máxima. (Fonte: Hitech Electric/Divulgação)
A Hitech Electric lançou, nesta quinta-feira (30), o primeiro carro elétrico e autônomo do Brasil, que pode ser "controlado" remotamente pelo celular. Batizado de e.coTech 4 Autônomo, o veículo foi desenvolvido em parceria com a Positivo e a startup Lume Robotics, nascida no Laboratório de Computação de Alto Desempenho da Universidade Federal do Espírito do Santo (UFES).

Com design futurista, o modelo da Hitech Electric possui um sistema autônomo com sensores LiDAR, câmeras de alta resolução e GPS, entre outros equipamentos, capaz de detectar quebra-molas, semáforos, faixas de pedestre e obstáculos a uma distância de até 50 metros, podendo desviar rapidamente de outros veículos, pessoas, postes e ciclistas, entre outros.

Desenvolvido ao longo de 12 meses, o carro elétrico possui a capacidade de trafegar por regiões mapeadas sem qualquer intervenção de um motorista, atendendo às solicitações de transporte entre os pontos das localidades identificadas sem requerer preparação especial da estrutura viária nem utilização de GPS.

Segundo a startup, o e.coTech 4 Autônomo será disponibilizado, inicialmente, apenas ao público corporativo, para ser usado no transporte de passageiros e cargas em ambientes internos como campi universitários, resorts, pátios de fábricas e clubes.

Recarga em qualquer tomada comum
Equipado com um motor elétrico que pode alcançar a velocidade máxima de 50 km/h, o veículo autônomo da Hitech Electric possui autonomia de 100 km, de acordo com a fabricante. E quando a energia acabar, basta recarregá-lo em qualquer tomada de 110V ou 220V, por meio do plugue de três pinos. São seis horas até a bateria de íon-lítio do propulsor recarregar por completo.

Outro detalhe interessante divulgado pela empresa é que rodar 100 km com o modelo tem um custo médio de R$ 4,50, referente à energia para recarregá-lo, valor que seria em torno de 10 vezes maior se o trajeto fosse feito com um carro movido a gasolina.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »