30/01/2020 às 07h28min - Atualizada em 30/01/2020 às 07h28min

Ministério da Saúde afirma que há 9 casos suspeitos de coronavírus no Brasil

“Não temos nenhum caso provável e nenhum caso confirmado”, afirma o secretário de vigilância em saúde da pasta, Wanderson Kleber.

Huff Post
Foto: Divulgação
Entre 18 e 28 de janeiro, foram notificados 33 casos para investigação do novo coronavírus no Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde divulgados nesta quarta-feira (29). Desse total, há 9 casos suspeitos, 4 descartados e 20 excluídos. Os casos suspeitos estão nos seguintes estados: Minas Gerais (1), Rio de Janeiro (1), Santa Catarina (2), São Paulo (3), Paraná (1) e Ceará (1).

“Não temos nenhum caso provável e nenhum caso confirmado”, afirmou a jornalistas o secretário de vigilância em saúde da pasta, Wanderson Kleber. O casos suspeitos são os pacientes com febre e sintomas respiratórios que foram à China nos últimos 14 dias.

Segundo o secretário, os critérios para investigação foram aperfeiçoados nesta terça-feira (28) e os números serão atualizados diariamente pela pasta. Wanderson também anunciou que na próxima semana haverá uma capacitação no Rio de Janeiro para outros países da América Latina.

De acordo com o governo federal, não há ações específicas voltadas para evitar eventuais transmissões do vírus no Carnaval. As orientações até o momento são de medidas de higiene, como lavar as mãos e evitar compartilhar utensílios como copos e talheres.

O ministério também recomendou aos brasileiros evitar viagens à China. Também há uma orientação às empresas brasileiras para não trazer pessoas do país asiático para tratar de negócios no Brasil.

Integrantes do Ministério da Saúde se reuniram com membros da OMS (Organização Mundial da Saúde). Os dados mundiais da epidemia chegam a 6.065 casos confirmados no mundo, sendo 5.997 na China, local de origem da disseminação do vírus. Todos os 132 óbitos também foram registrados no país asiático.

Na tarde desta quarta, integrantes da pasta se reuniram, por videoconferência, com representantes de secretarias de saúde estaduais para tirar dúvidas. 

Na terça-feira, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que espera uma resposta sobre um caso suspeito de coronavírus no Brasil em Belo Horizonte até o fim da semana. A paciente, cujo nome não será revelado, está em Minas Gerais e aguarda a confirmação metagenômica, um estudo do material genético.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Minas Gerais, a paciente de 22 anos esteve recentemente em viagem à China, epicentro da disseminação do vírus, e apresentou sintomas compatíveis com os noticiados em casos confirmados em outros países. Ela chegou ao Brasil em 24 de janeiro.

Nesta segunda-feira (27), a pasta elevou a classificação de risco do Brasil para o nível 2, que significa “perigo iminente”. 
 
Coronavírus no mundo

O diretor-executivo do programa de emergências da OMS, Michael Ryan, disse que a entidade irá decidir nesta quinta (30) se vai declarar emergência global por causa da epidemia. Na última segunda-feira, a OMS passou a classificar como “elevado” o risco internacional de contaminação pelo novo coronavírus. 

O vírus já afetou mais de 6 mil pessoas e outras 9 mil estão em observação na China. O número de mortos no país chegou a 132. Os números de contaminação superam todos os casos identificados de SARS (síndrome respiratória aguda grave), em 2003.  

São 15 os países com casos confirmados: China, Tailândia, Estados Unidos, Austrália, Cingapura, Japão, Coreia do Sul, Malásia, França, Vietnã, Canadá, Alemanha, Camboja, Nepal e Sri Lanka.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »