17/01/2020 às 16h51min - Atualizada em 17/01/2020 às 16h51min

Caspa, falsa caspa e dermatite seborreica são a mesma coisa? Entenda as diferenças

A caspa, a falsa caspa e a dermatite seborreica são problemas que afetam o couro cabeludo e causam coceira e irritação

Beleza extraordinária
Você já parou para pensar porque a sua cabeça coça? Na maioria das vezes, a coceira é causada pela caspa, mas também pode ser um sinal de outros problemas, como a falsa caspa ou a dermatite seborreica. Os três problemas atingem diretamente o couro cabeludo, mas têm características próprias e, por isso, precisam de tratamentos específicos.

Quer entender melhor sobre eles? Nós separamos as diferenças entre a caspa, falsa caspa e dermatite seborreica e como fazer para acabar com o problema? Confira!

A CASPA É CAUSADA PELO EXCESSO DE OLEOSIDADE NO COURO CABELUDO
A caspa é um dos problemas capilares mais comuns e incômodos. Ela não é nada mais do que a descamação do couro cabeludo causada pelo excesso de sebo produzido pelas glândulas sebáceas, e a razão para o surgimento vai desde banhos muito quentes, tratamentos químicos e uso de secador, até estresse ou herança genética.

O tratamento para a caspa costuma ser simples e na maioria dos casos é feito com uso de produtos anticaspa, como shampoos e condicionadores com essa função. Nos casos mais graves, é necessário recorrer a um dermatologista, que pode indicar produtos antifúngicos, loções ou remédios. 

DERMATITE SEBORREICA CAUSA VERMELHIDÃO E DESCAMAÇÃO DA PELE
A dermatite seborreica é um problema que se desenvolve também na pele do couro cabeludo. Além da descamação, ela causa vermelhidão, irritação e coceira que podem se manifestar inclusive em regiões como testa e orelhas. A dermatite seborreica é uma doença crônica, ou seja, não tem cura. Seu tratamento busca amenizar os sintomas e controle da oleosidade dos fios.

Não existe uma causa específica que faça uma pessoa desenvolver dermatite seborreica, mas algumas formas de controlar o problema é não dormir de cabelos molhados, tomar banhos muito quentes e evitar situações de estresse e ansiedade. Lembrando que a dermatite seborreica não é contagiosa e não leva a queda ou enfraquecimento do cabelo.

FALSA CASPA É PROVOCADA PELO EXCESSO DE CREME E FINALIZADOR NO CABELO
 
A falsa caspa, como o próprio nome já diz, não é uma caspa, mas tem sintomas muito parecidos. Ao contrário da verdadeira, ela não tem nada a ver com a descamação do couro cabeludo, e acontece pelo excesso de cremes finalizadores que levam ao acúmulo de produto nos cabelos. Com isso, os fios ficam repletos de resíduos brancos, parecidos com as descamações da caspa. 

Por causa do hábito de usar cremes na finalização dos cachos, a falsa caspa é mais comum nos cabelos cacheados e crespos - mas a forma de evitar o problema é muito simples.Basta ficar atenta a quantidade de produto na hora de aplicar, não exagerar na proporção e espalhar bem pelo cabelo. Uma dica é misturar um pouco na mão antes de passar nos fios. 



DICAS EXTRAS: CONFIRA 5 HÁBITOS QUE PIORAM A CASPA 
Cabelos oleosos são os mais propensos a sofrerem com caspa. Por isso, o principal segredo para acabar com ela é controlar a oleosidade dos fios. Por outro lado, alguns hábitos no dia a dia podem aumentar as chances do aparecimento de caspa ou até agravar o problema. Confira alguns: 

1. Lavar os cabelos com água muito quente: a temperatura da água pode influenciar a produção de sebo pelas glândulas sebáceas. Quanto mais quente ela estiver, mais oleosidade é produzida e, como consequência, mais caspa. 

2. Passar condicionador na raiz: passar condicionador na raiz do cabelo aumenta a oleosidade do couro cabeludo e faz a pele descamar mais. O certo é aplicar da metade do comprimento até as pontas. 

3. Usar boné e gorro com frequência: acessórios na cabeça abafam o couro cabeludo e fazem com que ele fique mais úmido. A transpiração nessa região, além de entupir os poros, aumenta a oleosidade dos fios, o que torna o ambiente perfeito para a proliferação de fungos. Por isso, procure usar acessórios que deixem o cabelo respirar.

4. Prender cabelo molhado: o cabelo molhado precisa sempre estar solto para secar mais rápido. A umidade também aumenta as chances de fungos no couro cabeludo e estimula o aumento das caspas. Já o secador deve ser usado com cautela, de preferência no jato frio e longe do couro cabeludo. 

5. Demorar muito para lavar o cabelo: a descamação da caspa é a mistura de sebo com as células mortas do couro cabeludo. O cabelo sujo fica muito mais tempo em contato com a oleosidade, favorecendo a caspa. O ideal é lavar os fios a cada dois dias ou sempre que sentir ele muito oleoso. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »