17/01/2020 às 15h58min - Atualizada em 17/01/2020 às 15h58min

Mau hálito: livre-se desse incômodo

Saiba como evitar o desconforto e as medidas que podem ajudar a manter a sua saúde bucal

Unimed
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 40% da população mundial sofre com mau hálito. Também chamado de halitose, o mau hálito é um sinal de que algo está em desequilíbrio na boca ou em alguma outra parte do organismo. 

O mau hálito pode ser resultado de alguma doença na cavidade bucal como gengivite ou periodontite, ou até mesmo, efeito do jejum prolongado, ingestão de alimentos com odores, hipoglicemia e alterações hepáticas ou intestinais. 

Outra possível causa para o mau hálito é a diminuição de produção de saliva. A saliva ajuda a proteger a boca e colabora na digestão, mas a falta dela pode favorecer a formação de placa bacteriana, inflamação nas gengivas, saburra lingual (língua branca) ou cáseos amigdalianos (pequenos círculos brancos na garganta). A falta de saliva, por sua vez, pode ser consequência de estresse, doenças autoimunes e medicações.

 Proteja a sua boca do mau hálito
 
• Use fio dental
• Escove os dentes e a língua
• Consulte o dentista regularmente
• Tenha uma dieta balanceada
• Evite o jejum prolongado
• Controle o estresse
 

CUIDE DA SUA SAÚDE BUCAL
 
Escove os dentes ao menos três vezes ao dia



Escolha uma escova macia e faça movimentos suaves durante a escovação. Lembre-se de escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia: após o café da manhã, almoço e jantar. Não esqueça também de escovar a língua e o céu da boca. Uma escovação correta evita o surgimento, por exemplo, de tártaros e cáries.

Fio dental



O fio dental é importante porque pode alcançar espaços onde a escova não chega com facilidade. Ele ajuda a remover restos de alimentos e placa bacteriana.

Visite o dentista regularmente



A visita ao dentista é importante para identificar e evitar as doenças bucais. A recomendação é que as visitas sejam realizadas a cada seis meses.

Cárie



A cárie é provocada pelo crescimento bacteriano favorecido pelos restos alimentares não eliminados com a adequada higiene bucal. Essas bactérias favorecem a formação de substâncias que corroem os dentes causando dor e desconforto. A escovação correta e regular e o consumo moderado de doces evitam o problema.
 
Gengivite




Gengiva inchada e dolorida, sangramento ao escovar os dentes ou durante o uso do fio dental podem ser sinais de gengivite, uma das responsáveis pelo mau hálito. O dentista pode indicar o melhor tratamento para, inclusive, evitar que o quadro evolua para uma periodontite, quadro mais grave e com maior risco para a saúde.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »