03/01/2020 às 10h31min - Atualizada em 03/01/2020 às 10h31min

Preço do petróleo sobe após ataque dos EUA que matou importante general do Irã

O preço subiu devido à preocupação de que a tensão no Oriente Médio interfira no fornecimento de petróleo.

MBL NEWS
Os preços do petróleo subiram mais de US$ 1 na madrugada de quinta para esta sexta-feira (03), após ataque aéreo dos Estados Unidos contra um aeroporto em Bagdá, no Iraque, que culminou na morte de um importante general iraniano, além do chefe e do porta voz de uma conhecida milícia iraquiana. O incidente levantou várias preocupações, entre elas a de que a crescente tensão no Oriente Médio possa atrapalhar o fornecimento de petróleo.

Os contratos futuros de petróleo estavam em US$ 67,48 por barril e tiveram alta de US$ 1,23. E os contratos futuros de petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) subiram US$ 1,03 para US$ 62,21 por barril. O Pentágono confirmou que o ataque ocorreu sob o comando do presidente americano, Donald Trump, que, por sua vez, publicou uma imagem da bandeira dos Estados Unidos em sua conta no Twitter após o anúncio das mortes.

A ofensiva americana levou à óbito o general iraniano Qassem Soleimani, comandante da Guarda Revolucionária do Irã. Ele era um dos militares mais poderosos do grupo, considerado terrorista pelos Estados Unidos e Israel. A morte tende a provocar uma resposta dura do regime iraniano, para quem Soleimani era um herói.

Também morreram Abu Mahdi al-Muhandis, chefe da milícia iraquiana Forças de Mobilização Popular – que conta com o apoio do Irã -, e o porta-voz de grupo miliciano, Mohammed Ridha Jabri. Ao menos outras duas pessoas, ainda não identificadas, vieram a óbito, e outras foram feridas durante o ataque.

Os Estados Unidos e o Irã estão em rota de colisão há anos – por conta da influência iraniana no Iraque, do programa nuclear do País, entre outros assuntos – e as tensões se intensificaram durante o Governo Trump, que se retirou do acordo nuclear firmado em 2015 e impôs sanções devastadoras contra Teerã. Os ataques aéreos ocorrem num momento particularmente tenso no Iraque, onde a ira contra a intromissão estrangeira já era intensa.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »