12/12/2019 às 10h42min - Atualizada em 12/12/2019 às 10h42min

Sítio de Atibaia não chega a 1% do valor atribuído ao escândalo de corrupção envolvendo Lulinha

Os valores envolvidos são muito expressivos.

MBL NEWS
O valor utilizado para a compra do emblemático sítio em Atibaia é correspondente a menos de 1% do total em repasses que estão sendo apurados pela 69ª fase da Lava Jato: a Operação Mapa da Mina, que envolve o filho de Lula, Fábio Luis, e seus sócios.

As investigações da Polícia Federal indicam repasses de cerca de R$ 132 milhões oriundos da Oi e R$ 40 milhões da Vivo, enquanto o valor de R$ 1 milhão, referente a compra do sítio teria sido pago pelo sócio de Lulinha, Jonas Suassuna, e o restante pago por Fernando Bittar. Estima-se que o sítio teria custado R$ 1,7 milhão.

Enquanto Lula acusa a Lava Jato de fazer uma canalhice com ele, as provas vão se acumulando contra o filho. Quem será o primeiro a ir para a prisão, Lula ou Lulinha? Façam suas apostas.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »