08/03/2018 às 09h59min - Atualizada em 08/03/2018 às 09h59min

Operação Venator apreende 134 animais silvestres que seriam contrabandeados

Acompanhada pelo Gecap, iniciativa deteve duas pessoas

MPSP
O Grupo Especial de Combate aos Crimes Ambientais e de Parcelamento Irregular do Solo (Gecap) do Ministério Público de São Paulo e a Delegacia de Crimes Ambientais da Polícia Civil deflagraram na manhã desta quarta-feira (7/3), na Grande São Paulo, a Operação Venator para apreender animais silvestres comercializados ilegalmente pela internet. Estão sendo cumpridos vários mandados de busca e apreensão. Duas pessoas foram detidas após vários locais terem sido vistoriados pela polícia.

Durante a operação, foram apreendidos 134 animais com sinais de maus-tratos como cobras, saruês, macacos, tigre d´angola, ovos de tartaruga em chocadeiras, aranhas, aracnídeos reproduzidos em cativeiros, cobras, ratos, coelhos, gambás, saguis, quatis, etc. Alguns estão inclusive em risco de extinção.

A operação, que segue em andamento, vai ser estendida a outros Estados diante dos indícios de ramificações em outras unidades da Federação. O intuito é o de identificar não apenas quem vendia, mas também quem comprou os animais. Essas pessoas deverão responder por posse ilegal de animal silvestre. 

Os animais apreendidos foram levados ao Parque Anhanguera pela promotora de Justiça Vânia Tuglio, do Gecap, e pelo delegado Roberto Afonso da Silva. Lá, os bichos estão recebendo atendimento, já que muitos apresentavam sinais de desidratação, desnutrição e maus-tratos.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »