02/12/2019 às 12h23min - Atualizada em 02/12/2019 às 12h23min

Sistema Vertical de Produção de Hortaliças entra em operação na região de Bauru

Iniciativa foi implantada em escola municipal e representa uma alternativa em relação à sustentabilidade no cultivo

Portal SP
Foto: Divulgação/Agricultura e Abastecimento
A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) Regional Bauru implementou um Sistema de Produção Vertical de Hortaliças Orgânicas na Escola Municipal de Ensino Infantil Orlando Castro, de Iacanga, no interior de São Paulo.

A iniciativa foi realizada em parceria com as secretarias municipais de Agricultura e Meio Ambiente e de Educação, a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta) Centro-Oeste – Polo Bauru e a Universidade Estadual Paulista (Unesp) Botucatu.

A implantação de hortas verticais representa uma alternativa importante, com vistas à sustentabilidade na produção de hortaliças, principalmente em áreas urbanas que apresentam limitação de espaço. Implementado em escolas, esse sistema de plantio tem ainda um papel didático, sendo um excelente instrumento para o desenvolvimento de conceitos ligados à educação alimentar e ambiental e à cidadania.

Alimentos saudáveis
De acordo com a engenheira agrônoma Valéria De Pietro, da Casa da Agricultura de Iacanga e responsável técnica pelo projeto, a iniciativa possibilitará a difusão de tecnologia à comunidade diretamente envolvida, contribuindo com a educação das crianças sobre o valor da produção orgânica e do consumo de alimentos saudáveis.

“Todos os processos, desde a implantação até a colheita das hortaliças, serão realizados com as crianças, etapas nas quais poderemos explorar conceitos de educação alimentar e ambiental, bem como valorizar a atividade de produção agrícola”, afirma.

“Essa tecnologia, além de simples, apresenta baixo custo, pois utiliza materiais recicláveis, como cano de PVC, tambores plásticos, garrafas PET e pedaços de bambu, podendo ser manejada inclusive por crianças, não necessitando de conhecimentos complexos”, completa a responsável técnica pelo projeto.

Qualidade
Valéria De Pietro também ressalta que a iniciativa busca viabilizar a produção de hortaliças orgânicas e agregar qualidade aos produtos em áreas restritas, utilizando o Sistema Vertical de Produção. “Além disso, a horta contribuirá para a melhoria da qualidade nutricional da merenda escolar, promovendo a mudança alimentar dos alunos”, explica.

Para o diretor da CDRS Regional Bauru, Marco Aurélio Parolin Beraldo, a parceria foi extremamente importante, por meio da qual se uniram os poderes públicos estadual e municipal, universidade e comunidade para viabilizar a implantação da iniciativa.

“A produção de hortaliças orgânicas em sistemas verticais está em consonância com as diretrizes propostas pelo Programa Cidadania no Campo 2030, ao visar à segurança alimentar e à produção de alimentos saudáveis. Essa foi uma oportunidade ímpar, na busca da possibilidade de interação Estado, município e demais parceiros, em prol do desenvolvimento rural sustentável”, enfatiza.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »