29/11/2019 às 15h59min - Atualizada em 29/11/2019 às 15h59min

Luciano Bivar, presidente do PSL, é indiciado pela Polícia Federal

Além de Bivar, outras quatro ex-candidatas laranjas do PSL foram indiciadas hoje.

MBL NEWS
Nesta sexta-feira (29/11), a Polícia Federal indiciou o deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE) e outras três mulheres de Pernambuco sob suspeita de participação em esquema de candidaturas de laranjas para desviar verba pública da legenda.

Os quatro suspeitos foram indiciados por crimes de falsidade ideológica eleitoral, apropriação indébita de recurso eleitoral e associação criminosa —com pena de cinco, seis e três anos de cadeia, respectivamente.

Além de Bivar, foram indiciadas as candidatas Maria de Lourdes Paixão, Érika Santos e Mariana Nunes —todas do PSL. Maria é secretária de Bivar há cerca de 30 anos e teve apenas 274 votos. Apesar da votação pífia, foi a terceira maior beneficiada com verba do PSL em todo o país, mais do que o próprio presidente Jair Bolsonaro e a deputada Joice Hasselmann (SP), essa com 1,079 milhão de votos.

A investigação sobre as candidaturas de laranjas da legenda teve início após o jornal Folha de S. Paulo revelar a existência do esquema, após uma série de reportagens publicadas desde fevereiro. O jornal também revelou que o mesmo ocorreu em Minas Gerais.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »