08/11/2019 às 10h31min - Atualizada em 08/11/2019 às 10h31min

Veja quem são os condenados que podem deixar a prisão com a decisão do STF

Quem, além de Lula, pode ser solto?

MBL NEWS
Com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) contra a prisão em segunda instância, 4.895 presos podem ganhar a liberdade, de acordo com o Conselho Nacional de Justiça —entre eles, condenados pela Operação Lava Jato, como é o caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pelo menos outros catorze nomes condenados pela Lava Jato também devem ser beneficiados por essa decisão, como o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e seu irmão, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva.

Ainda, há outros nomes apenados pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), entre empreiteiros, operados de propinas e ex-funcionários da Petrobras. Há ainda aqueles que estão em regime semiaberto e poderão tirar a tornozeleira, como os ex-tesoureiros do PT João Vaccari Neto e Delúbio Soares, ou deixar de dormir na cadeia, como o empresário Natalino Bertin.

Segue a lista:

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente

José Dirceu, ex-ministro

Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão de José Dirceu

Waldomiro de Oliveira, funcionário do doleiro Alberto Youssef

Márcio Andrade Bonilho, empresário, dono da Sanko-Sider

Jayme Alves de Oliveira Filho, policial federal envolvido em esquema do doleiro Alberto Youssef

Gerson Almeida, dono da Engevix

Rogério Cunha de Oliveira, ex-executivo da Mendes Júnior

Sérgio Cunha Mendes, ex-vice-presidente da Mendes Júnior

Fernando Moura, lobista

Roberto Gonçalves, ex-gerente da Petrobras
Pedro Augusto Cortes Xavier Bastos, ex-gerente da Petrobras

João Augusto Rezende Henriques, lobista

Leon Vargas, irmão do ex-deputado federal André Vargas

Os seguintes presos abaixo poderão deixar o semiaberto:

João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT

Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT

Natalino Bertin, ex-dono da Frigorífico Bertin

Os seguintes irão continuar em prisão preventiva:

Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara, condenado em segunda instância

Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro, condenado em segunda instância

Geddel Vieira, ex-deputado federal, condenado pelo STF

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »