06/11/2019 às 14h50min - Atualizada em 06/11/2019 às 14h50min

Padre Luiz chega aos 70 anos de sacerdócio; missa festiva marca a data

Cláudio Henrique da Silva Ferreira
Assessoria de Imprensa, Diocese de Araçatuba
Foto: Assessoria de Comunicação da Diocese de Araçatuba
Com 93 de experiência, o padre Luiz Tibiriçá Crescente completou nesta semana 70 anos de sacerdócio. Padre Luiz, que está em Araçatuba há mais de 50 anos, foi homenageado em Santa Missa de Ação de Graças presidida pelo bispo diocesano Dom Sergio Krzywy na última terça-feira (5) na Capela Santa Rita de Cássia, onde serviu ativamente por mais de 20 anos.

Concelebraram com o bispo, além do padre Luiz, mais de 20 padres da Diocese de Araçatuba e de outras Igrejas Particulares. Milhares de fiéis, amigos e parentes do homenageado estiveram presentes.
 
Mesmo com toda limitação física, o padre mantém a admirável lucidez e fez questão de agradecer a todos. “Posso dizer que foi uma das missas mais lindas que participei. Obrigado por se lembrar de mim. Agradeço a Deus por poder celebrar 70 anos como padre. Com o bispo presente, os queridos sacerdotes e tanta gente amiga, não podia estar mais que feliz”, disse, sob expressivos aplausos.



Como de costume, padre Luiz também abençoou os presentes, rogando a Deus pela saúde e a cura, num gesto de grande emoção na celebração. “Como gesto do que Jesus pediu para fazermos, devemos orar e pedir a cura para os enfermos. Por isso os abençoo”.
 
Fiéis da Capela Santa Rita homenagearam o padre com declarações de gratidão, flores como orquídea e rosas e também com outros presentes. Crianças levaram as rosas para o padre, que sempre deu espaço para as crianças em seu tempo ativo de sacerdócio, conforme testemunho de fiéis e amigos.
 
RECONHECIMENTO

Dom Sergio destacou a importância da data, cumprimentando o padre pelas sete décadas de ministério sacerdotal. “A data marcante vem de encontro com o encerramento do nosso Jubileu de Prata. A celebração do aniversário sacerdotal é sempre uma oportunidade para uma reflexão de nova caminhada. Traz as motivações mais profundas para todos nós. Essa celebração, contudo, é mais que especial porque são poucos os que chegam aos 70 anos de sacerdócio. Como bispo desta Igreja Particular, quero dizer muito obrigado, de coração, desejando-lhe as melhores bênçãos pela doação de sua vida em prol do nosso querido povo. Que a ternura do Bom-Pastor nunca lhe desampare. Muito obrigado mesmo!”, declarou.


HISTÓRIA

Nascido em Descalvado, na região de São Carlos, em 1º de fevereiro de 1926, Crescente é o filho do meio entre sete irmãos. Ele se mudou ainda criança para Cafelândia, onde, aos 12 anos, entrou no seminário, sendo ordenado padre em 6 de novembro de 1949.
 
O padre já passou por cidades como Andradina, Castilho, Santópolis do Aguapeí, Luiziânia, Lavínia e São Pedro do Turvo. Atualmente, padre Luiz não preside mais missas, mas vive sob os cuidados da Paróquia Sant’Ana, em uma casa próxima à Capela Santa Rita, onde recebe visitas de fiéis e amigos, sempre com simpatia e lucidez admiráveis.
 
Padre Luiz foi amigo e auxiliar do Monselhor Victor Mazzei, icônico religioso de Araçatuba. Crescente auxiliou Mazzei na Catedral Diocesana Nossa Senhora Aparecida. Mazzei faleceu após um acidente de carro em 1960, mas até hoje é lembrado como referencial na história da fé católica araçatubense. "Era um homem santo e sem caprichos. Sua principal característica era a caridade.

Ele era capaz de renunciar à roupa do próprio corpo para doar a um necessitado. Não tinha nada além do básico para sobreviver", relembra.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »