25/10/2019 às 13h40min - Atualizada em 25/10/2019 às 13h40min

Senac Araçatuba tem nova gerência a partir de novembro

Após cinco anos à frente da unidade, Marlene Zequin deixa o cargo para se aposentar e recebe sucessor

Assessoria de Imprensa, WGB
A partir de 5/11, o Senac Araçatuba e o Senac Birigui estarão sob nova gestão. Marlene Zequin, que comandou as unidades durante meia década, deixa o cargo para se aposentar e recebe Luis Antonio de Lima, atual gerente do Senac Bebedouro.

Luis soma duas graduações e duas pós-graduações. Começou sua carreira na instituição em 1996, dando aulas justamente no Senac Araçatuba.

Encantado com a educação, passou a coordenar cursos da área de negócios. Já em 2011, após ser aprovado em um processo seletivo gerencial, foi convidado a assumir a gerência do Senac Bebedouro. Na cidade, além de atuar no Senac com foco em gestão educacional, Luis participou da maioria dos conselhos municipais, a fim de contribuir para o constante desenvolvimento da cidade.

Como objetivo, Luis considera prioridade dar continuidade ao trabalho feito por Marlene durante esses cinco anos de grandes projetos e conquistas na formação de jovens da região noroeste do Estado de São Paulo.
 
Trajetória exemplar
Graduada em Pedagogia com MBA em Gestão Empresarial, Marlene dos Santos Zequin teve seu primeiro contato com o Senac em 1979, quando procurou a instituição para se capacitar em cursos na área de escritório, que a levaria, futuramente, a um processo seletivo para uma vaga no setor de atendimento.

Em outubro de 1984, iniciou sua carreira no Senac Araçatuba. Atuou no setor de atendimento ao cliente, passando pela secretaria escolar e setor administrativo.

Em 1995, assumiu a coordenação do setor administrativo da instituição e, em fevereiro de 2002, após processo seletivo, passou a coordenar áreas de negócios.

De 2005 a 2008, além das áreas de negócios, foi designada como supervisora educacional da unidade.

A carreira gerencial se deu a partir de outubro de 2008, quando assumiu a unidade de Barretos, permanecendo até dezembro de 2013. Em janeiro de 2014, Marlene passou a comandar a gerência das unidades Araçatuba e Birigui, onde tem, agora, o privilégio de encerrar sua carreira no Senac.

“Trabalhar no Senac, para a minha vida pessoal e profissional, foi um divisor de águas, já que minha carreira, até então, havia se pautado em empresas do comércio e instituições financeiras. A educação foi um desafio no qual me dediquei inteiramente.

Ao longo dos anos, fui me apaixonando pela educação e passei a entender que ela é o fio condutor para a autonomia do indivíduo. Trinta e cinco anos depois, me preparo para deixar o Senac e levo comigo a sensação de dever cumprido. Meu grande objetivo sempre foi o de aproximar as pessoas do Senac e o Senac das pessoas para que pudéssemos ser vistos como um espaço de oportunidades de capacitação profissional com excelência e para além do espaço da instituição, assim como, um dia, aconteceu comigo”, conta Marlene.

A educadora finaliza sua trajetória afirmando que continuará a compartilhar seu conhecimento. “Quero deixar uma frase do Paulo Freire, com a qual me identifico e tenho certeza que pautou a minha carreira: ‘me movo como educador porque, primeiro, me movo como gente’”, finaliza a gerente.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »