25/10/2019 às 09h30min - Atualizada em 25/10/2019 às 09h30min

Chevrolet Onix foi o carro mais roubado em SP

CAPITAL

Diego Andrade
Infelizmente o roubo de veículos motorizados é uma constante em nosso país. Prova disso é que segundo a secretaria municipal de São Paulo, entre janeiro e agosto de 2019 foram roubados mais de 14 mil carros na capital.
 
O número é alarmante, ainda mais quando observamos que a taxa de furtos em todo o Estado durante o mesmo período é de 30 mil.
 
Logo, o número de roubos na capital corresponde a quase metade dos que acontecem em todo o estado.

Inclusive muitas empresas que comercializam acessórios para segurança dos carros estão crescendo nos últimos anos.
 
Nesse contexto, a empresa Compara resolveu elaborar um levantamento dos valores de seguros dos modelos mais visados pelos criminosos.
 
O resultado é surpreendente, mostrando uma variação nos preços das apólices entre 144% e 309%.
 
Além disso, a pesquisa também explicitou os veículos de maior interesse dos bandidos na capital.
 
O Chevrolet Onix dominou o ranking. Na cola dele veio o Hyundai HB20. Mais para baixo podemos encontrar veículos como Volkswagen Voyage, Gol e Fiat Argo. Acompanhe a lista completa:
 
  1. Chevrolet Onix- taxa de variação do seguro 165%;
  2. Hyundai HB20- taxa de variação do seguro 146%;
  3. VW Voyage- taxa de variação do seguro 181%;
  4. VW Gol- taxa de variação do seguro 250%;
  5. Fiat Argo- taxa de variação do seguro 144%;
  6. Fiat Siena- taxa de variação do seguro 261%;
  7. Renault Logan- taxa de variação do seguro 176%;
  8. Honda WR-V- taxa de variação do seguro 206%;
  9. Ford Ranger- taxa de variação do seguro 174%;
  10. Fiat Toro- taxa de variação do seguro 309%.
 
Ainda, segundo Paulo Marchetti, CEO do shopping de seguros e produtos financeiros Compara, alguns modelos são mais visados devido a grande quantidade existente nas ruas.

Qual é o motivo para o aumento do preço pago pelo seguro?

Para diversos especialistas, o principal motivo para o desenfreado aumento dos seguros de veículos automotivos é a dificuldade na reposição de determinadas peças.
 
Isso ocorre bastante em caso de sinistro, mas também é comum que muito motoristas busquem reposição no mercado ilegal.
 
Também vale destacar que algumas seguradoras têm maior facilidade para trabalhar com os equipamentos de reposição de determinadas montadoras.
 
Um grande exemplo são as empresas que possuem parcerias com as fabricantes japonesas.
 
Assim, não vale a pena buscar produtos no mercado negro uma vez que sempre haverá um serviço de perfeito para o seu veículo e perfil.
 
Logo, ao pensar em um seguro de carro é de fundamental importância comparar todas as propostas disponíveis com cautela e atenção.

O que fazer em caso de roubo ou furto do veículo?

A primeira coisa que o motorista deve fazer em caso de roubo do veículo é realizar um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima.
 
Além de auxiliar nas buscas por seu veículo, este atp ainda serve de confirmação para as seguradoras de que não se trata de nenhum golpe ou fraude.
 
Em seguida, é importante contatar a seguradora o mais rápido possível. Desse modo o andamento do sinistro pode ser iniciado.
 
A seguradora pedirá documentos que comprovem que o veículo era seu, que o incidente, de fato, aconteceu.
 
Ela terá um prazo legal de 30 dias para encontrar seu carro ou te pagar a indenização.
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »