23/09/2019 às 14h42min - Atualizada em 23/09/2019 às 14h42min

Região pastoral de Andradina celebra jubileu em missa marcada pela participação dos fiéis

Cláudio Henrique da Silva Ferreira
Assessoria de Imprensa, Cúria Diocesana de Araçatuba
Foto: Assessoria de Imprensa, Cúria Diocesana de Araçatuba
A região pastoral de Andradina celebrou o Jubileu de Prata da Diocese de Araçatuba no domingo (22) em Santa Missa presidida pelo bispo Dom Sergio Krzywy e concelebrada pelos padres da região. A celebração ocorreu na Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Andradina, pela manhã.
 
Centenas de fiéis das paróquias da cidade anfitriã e de Castilho, Guaraçaí, Murutinga do Sul e Nova Independência, cidades que compõe a região pastoral, estiveram presentes e participaram de uma missa marcada pelo zelo e pela criatividade dos leigos. Concelebraram a missa os padres Robson Suffi Hanna, Orlando Maffei, Sebastião Gonçalves, Paulo Martins, José David dos Santos Filho, Rafael Casari da Silva e Edson Barbosa.


 
Um dos momentos mais marcantes da celebração foi a recepção feita pelos fiéis da região pastoral. Em uma encenação elaborada pela Paróquia São José de Castilho, com a participação de todas as outras, os leigos trouxeram as características da região por meio da simulação de uma rodovia, numa alusão à Marechal Rondon, que interliga os municípios, e ainda da importância das águas dos rios Tietê e Paraná, que banham a localidade. Crianças e jovens trouxeram elementos artesanais, como carros e peixes em isopores.
 
Outro ponto relevante foi a entrada de um jovem simulando Jesus como o Bom Pastor, fazendo menção direta ao slogan do Jubileu de Prata: “Um só Rebanho e um só Pastor”. Na encenação, o menino entrou com vestes alusivas ao Bom Pastor e com uma ovelha nos braços, tendo ao seu lado uma jovem simbolizando Nossa Senhora Aparecida, padroeira da Diocese. A imagem foi trazida posteriormente.


 
TRAJETÓRIA
 
Dom Sergio salientou que a celebração do Jubileu passa pelo agradecimento a Deus e aos que nos antecederam. “Nossos pais transmitiram a fé que vivemos hoje. Celebrar os 25 anos da diocese e continuar e essa caminhada”,  afirmou.
 
 O bispo também apontou a alegria como elemento indispensável na evangelização. “Precisamos cuidar da nossa alegria, que transbordada transforma vidas pelo testemunho do Evangelho. Nossas comunidades devem encontrar na missão e na oração a alegria. Devemos ser um povo alegre que louva e agradece ao Senhor”.


 
O terceiro ponto destacado pelo bispo foi o viés de missão. "Somos missionários nesta Igreja em saída. Nossa Diocese é resultado desse comprometimento pleno. Devemos ser comunidades eclesiais missionárias, como nos orienta as diretrizes de Evangelização da Igreja no Brasil. Aproveito para agradecer aos nossos padres da região pastoral de Andradina. As ações da comunidade passam de início pelos sacerdotes. Sou grato também aos leigos . São tantos. Quantos que participam ativamente nas comunidades e deixam suas famílias para servir em muitas iniciativas dedicadas. Vamos crescendo cada vez mais na consciência do protagonismo dos discípulos missionários, fermentos do mundo”, declarou.
 
Dom Sergio concluiu pedindo orações a todo o povo. “Rezem pela nossa Diocese, por mim e pelo nosso bispo emérito, Dom José Carlos (Castanho de Almeida, primeiro bispo de Araçatuba, entre 1994 e 2003), que muito fez pela nossa história. Quanta coisa bonita podemos fazer juntos, expressando o povo de Deus a caminho. Parabéns à região pastoral de Andradina e às suas paróquias” salientou.
 
Ao término da missa, os presentes confraternizaram com bolo, cachorro-quente e refrigerante. Dentre as autoridades presentes estava o prefeito de Murutinga do Sul, Gilson Pimentel.

DATAS
 
Essa foi a terceira missa em nível de região pastoral realizada em louvor aos 25 anos da Diocese. Em 2 de agosto, a região pastoral de Birigui celebrou em ação de graças na Paróquia São Benedito e São Cristóvão, em Birigui; no dia 2 de setembro, a região pastoral de Guararapes vivenciou o momento no ginásio municipal de Valparaíso.
 
A próxima celebração ocorre na região pastoral de Araçatuba, em 12 de outubro, às 19h30, na Catedral Diocesana Nossa Senhora Aparecida. No dia 9 de novembro, as celebrações do Jubileu serão encerradas com a missa em nível diocesano no ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »