13/09/2019 às 08h28min - Atualizada em 13/09/2019 às 08h28min

Integrantes de CPI definem membros titulares e suplentes

Assessoria de Imprensa da Câmara
Foto: Angelo Cardoso
Os cinco vereadores nomeados para compor a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que vai investigar possíveis irregularidades em contratos da Prefeitura de Araçatuba alvos da operação #TudoNosso, da Polícia Federal, se reuniram na tarde desta quinta-feira (12/09), na sala de imprensa da Câmara. No encontro, foram definidos os membros titulares e suplentes do grupo e tomadas as primeiras providências.

Os vereadores Dr. Alceu (PV), Dr. Jaime (PTB) e Dr. Almir (PSDB) foram eleitos presidente, relator e membro titular da comissão, respectivamente. O vereador Dr. Flávio Salatino (MDB) foi escolhido 1º suplente e o vereador Gilberto Batata Mantovani (PL) ficou como 2ª suplente.

Também ficou decidido que serão encaminhados ofícios para a Polícia Federal solicitando informações sobre as investigações, para a Prefeitura pedindo cópia dos contratos investigados e para a presidência da Câmara requerendo a nomeação de servidores que auxiliarão o grupo.

A CPI decorrente da operação #TudoNosso, deflagrada pela Polícia Federal em 13 de agosto deste ano, tem inicialmente 90 dias para averiguar a ocorrência de desvios públicos por meio de contratos firmados pela Prefeitura de Araçatuba com empresas ligadas ao empresário e sindicalista José Avelino Pereira, o Chinelo. Se necessário, o prazo de vigência poderá ser prorrogado para a conclusão do trabalho e apresentação de relatório ao plenário.

A comissão foi criada com base num requerimento de autoria do vereador Arlindo Araújo (PPS), subscrito por outros 11 vereadores. A composição do grupo foi definida pela presidente da Câmara, vereadora Tieza (PSDB), na última terça-feira (10/09) e o ato de nomeação publicado no Diário Oficial do Município no dia seguinte (11/09).
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »