11/09/2019 às 08h30min - Atualizada em 11/09/2019 às 08h30min

Câmara nomeia integrantes da CPI que vai investigar contratos da Prefeitura

Assessoria de Imprensa da Câmara
Foto: Angelo Cardoso
A presidente da Câmara, vereadora Tieza (PSDB), assinou, na tarde desta terça-feira (10/9), o ato de nomeação dos cinco parlamentares que irão compor a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) criada para averiguar a ocorrência de desvios de recursos públicos repassados a empresas envolvidas na operação #TudoNosso, deflagrada pela Polícia Federal em 13 de agosto deste ano.

A Comissão será composta pelos seguintes vereadores: Dr. Alceu (PV), Dr. Almir (PSDB), Dr. Flávio Salatino (MDB), Gilberto Batata Mantovani (PL) e Dr. Jaime (PTB).

Com base no Regimento Interno, a nomeação se baseou na representatividade partidária da Casa, casos dos PV, PSDB e MDB. No restante da composição dos membros, o critério adotado foi a votação obtida na última eleição. Cido Saraiva foi o mais votado, mas não quis participar. Assim, na sequência de maior número de votos, ficaram os vereadores Gilberto Batata Mantovani e Dr. Jaime.

O autor do requerimento de criação da CPI, vereador Arlindo Araújo (PPS), e a presidente da Casa, vereadora Tieza, não podem integrar a CPI, conforme o Regimento.

O ato será publicado oficialmente nesta quarta-feira (11/09). A partir de então, haverá o prazo de cinco dias para que sejam eleitos os três titulares e dois suplentes e, dentre os titulares, o presidente e o relator da CPI.

A Comissão Parlamentar de Inquérito terá 90 dias para concluir os trabalhos e apresentar relatório ao plenário. O prazo também pode ser prorrogado.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »