01/03/2018 às 10h57min - Atualizada em 01/03/2018 às 10h57min

Em Audiência Pública, Secretaria de Finanças prestou contas aos moradores de Birigui

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Birigui, por meio da Secretaria Municipal de Finanças, realizou na noite desta terça-feira, dia 27 de fevereiro, Audiência Pública para prestação de contas do terceiro quadrimestre de 2017. A audiência ocorreu na Câmara Municipal, reunindo vereadores, secretários, servidores públicos e moradores.
 

A apresentação do balancete financeiro foi feita pelo secretário municipal de Finanças, Adonai Brum da Silva, com suporte de sua equipe da pasta.

A audiência é exigida por lei e inclui a descrição do relatório financeiro com os resultados dos meses de setembro a dezembro, para verificação das metas fixadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias.

A reunião foi conduzida pela Comissão Permanente de Orçamento, Finanças e Contabilidade da Câmara de Birigui, formada pelos vereadores Andrey Servelaty, Cesinha Pantarotto e Luiz Roberto Ferrari.

Estiveram presentes os vereadores Andrey, Cesinha, Dafé, Pastor Reginaldo, Eduardo Dentista e Zé Luis Buchalla (que representou o presidente do Legislativo, Vadão da Farmácia).

Acompanharam a audiência os secretários municipais Elder Scanferla (Cultura), Juliano Salomão (Meio Ambiente), Nelson Giardino (Sedecti), Cleverson Tody (Serviços Públicos, Água e Esgoto) e os secretários adjuntos Alexandre Lasila (Obras), Marcos Albano (Água e Esgoto) e Pedro Belmont (diretor da Sedecti).

Segundo o secretário de Finanças, apesar das dificuldades enfrentadas pelo município, como, por exemplo, a redução de recursos federais, houve um equilíbrio financeiro.

“Houve um crescimento de receita em 2017 comparado com 2016, porém muitos recursos e convênios foram reduzidos, entre eles menos 5,28% do FPM, menos 8,45% da Atenção Básica a Saúde e menos 18,56% de demais convênios”, falou Adonai.

Apesar das dificuldades enfrentadas pelo município, foi possível investir 30,53% da arrecadação da receita em Educação (a lei determina mínimo de 25%) e 37,74% da arrecadação em Saúde (lei determina aplicação mínima de 15%).

Por ser informação pública, o demonstrativo completo, com todos os dados, está disponível na Secretaria Municipal de Finanças, que atende na rua Oswaldo Cruz, 146, e, também, no link Transparência do site oficial da Prefeitura de Birigui (www.birigui.sp.gov.br).
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »