22/08/2019 às 10h20min - Atualizada em 22/08/2019 às 10h20min

PSDB e mais dois grandes partidos discutem fusão das siglas para 2022

Caso se concretize, novo partido teria a maior bancada do Congresso.

MBL NEWS
As direções partidárias do PSDB, DEM e PSD começaram a discutir uma possível fusão partidária entre as três legendas para as eleições de 2022. Todos os três figuram no “top 10” maiores bancadas na Câmara dos Deputados, com uma força de 95 deputados federais.
Atualmente, João Doria é o candidato natural a ser o representante tucano na próxima disputa presidencial em 2022. Durante a cerimônia de filiação do deputado federal Alexandre Frota ao PSDB, o presidente da Câmara dos Deputado Rodrigo Maia – importante nome do DEM – afirmou que o “PSDB e o DEM estarão juntos em 2020 e em 2022”.

Tradicionalmente o DEM faz parte da coligação partidária encabeçada pelo PSDB nas eleições presidenciais.

“Estamos cada vez mais próximos e mais fortes. E não tenha dúvida, o fim das coligações vai nos levar à necessidade de uma reorganização partidária onde o Brasil voltará a ter três, quatro, cinco partidos fortes e um desses será certamente uma forte possibilidade de termos o DEM e o PSDB como a mesma força e o mesmo partido de representação”, afirmou o presidente da Câmara ao lado Doria.

“O principal empecilho a essa junção era o [Gilberto] Kassab [presidente do PSD]”, diz um tucano graduado que participa das negociações.

“Mas nas últimas discussões ele [Kassab] mostrou uma mudança de postura e acredito que é apenas uma questão de tempo para amadurecermos esse projeto. A ideia é ter tudo concretizado até 2021 para dar tempo de participar com o novo partido das eleições em 2022”, diz o político do PSDB.

Kassab confirmou ter sido procurado e se disse aberto ao diálogo, entretanto avaliou que o mais provável que legendas maiores se unam somente após 2022. Para ele a proibição de coligações deve impulsionar a junção de partidos.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »