31/07/2019 às 15h04min - Atualizada em 31/07/2019 às 15h04min

Quais as melhores opções de casaco para um inverno não tão rigoroso

Em 2019, o frio não será tão intenso e, por isso, casacos mais leves ganham destaque

Lucas Almeida
Assessoria de Imprensa, Gear SEO
Foto: Divulgação

Se você mora em regiões como norte e o nordeste brasileiro, dificilmente tem muitos casacos pesados, pois o frio não é tão intenso nessas regiões. E mesmo se você mora no sul ou sudeste do país, onde o inverno costuma ser mais rigoroso, deve ter percebido que as temperaturas não estão tão baixas assim.
 
Ou seja, os casacos mais pesados, como os sobretudos, continuam guardadinhos no fundo do armário. Mas, para enfrentar um inverno não tão rigoroso assim, quais são as opções de agasalhos mais fashion? Nesta situação, um
kimono bomber, um cardigã ou um poncho podem ser boas soluções.
 
Quer saber quais as melhores opções de casaco para um inverno não tão rigoroso assim? Nós temos algumas dicas bem interessantes para você!

1. Jaqueta de couro

A jaqueta de couro é um clássico absoluto do guarda-roupas não apenas feminino, mas também masculino. A peça surgiu no período da Primeira Guerra Mundial e caiu no gosto de motociclistas e de personalidades de Hollywood.
 
Quando o ator Marlon Brando usou a peça para um filme, em 1953, ele deu novo ar para a roupa que passou a ser associada aos bad boys e roqueiros.
 
E a jaqueta de couro é uma ótima opção para os dias que não estão tão frios assim. Como os modelos são abertos, a pessoa pode fechá-la se sentir mais frio ou deixá-la aberta em caso de temperaturas mais amenas.

Como usar a jaqueta de couro

A jaqueta de couro pode ser combinada, por exemplo, com uma calça jeans, roupa que não tem um tecido tão quente assim. Por baixo, é possível optar por um body de rendas ou mesmo uma blusa de mangas curtas.

2. Kimonos

Os kimonos são originários do Japão e conta-se que, até o século XIX, a população japonesa só usava essas peças de roupa. Foi somente na chamada Era Meiji que outras roupas foram introduzidas no país.
 
Em casamentos, formaturas e eventos especiais, os japoneses continuam usando os kimonos, pois têm um simbolismo especial no país. E existem vários modelos, justamente para comemorar as diferentes datas.
 
Há alguns anos, estilistas de algumas grifes começaram a apostar na peça e, assim, as mulheres ocidentais também começaram a adotar a peça, que é aberta e, geralmente, não tem zíper. Para ser amarrada, usam-se cintos ou fitas. O kimono também é mais largo na região das mangas e braços.

Como usar o Kimono

Os kimonos, geralmente, são feitos de tecidos leves. Mas, para o inverno, tecidos como o tricô são boas opções. Eles podem ser usados, por exemplo, com saias e vestidos que tenham um caimento mais justinho no corpo, assim, o volume fica mais equilibrado. Nos pés, uma ankle boots garante o ar fashion para o look.

3. Cardigã

Outra peça super tradicional do guarda-roupas, o cardigã é a roupa ideal para se usar quando a temperatura não está tão baixa assim, mas também não está calor suficiente para usar apenas uma regatinha.
 
É válido lembrar que, no século XIX, o cardigã era muito usado por militares britânicos e as mulheres só começaram a usar a peça na década de 1920. Essa mudança só aconteceu quando a estilista Coco Chanel deu novos ares à roupa.
 
Na época, ela queria criar um vestuário mais simples e que as mulheres pudessem usar em suas atividades cotidianas. A combinação cardigã e saia ou vestido foi uma das marcas registradas da estilista e das adeptas de suas roupas.

Como usar o cardigã  

O cardigã pode ser feito de tecidos mais leves ou de mais grossos, como a lã. Para os dias de temperatura mais amena, as peças mais leves são mais apropriadas. Se você quiser um look clássico, vale investir em uma saia mídi, uma blusa e um cardigã por cima.
 
Agora, se você quiser deixar o visual mais contemporâneo, pode apostar em uma calça jeans flare e em um cardigã de cores mais fortes, como o vermelho e o amarelo, por exemplo.

4. Poncho

O poncho é uma peça muito tradicional da América Latina. Você, com certeza, já viu algumas imagens de povos peruanos, mexicanos ou chilenos usando essa roupa. No sul do Brasil, o poncho também é muito popular.
 
A característica marcante da peça, é só ter uma abertura para a cabeça; os braços ficam livres, já que não há mangas. E existem ponchos para os dias mais frios, como os feitos de lã e tricô, e os para os dias mais quentinhos, como os de algodão.

Como adotar o poncho

Se não estiver tão frio assim, é possível usar poncho, por exemplo, com shorts ou saias mais curtinhas. Nestes casos, os ponchos devem ser mais compridos para dar um bom equilíbrio do volume do look. Nos pés, ankle boots ajudam a dar um up no visual.
 
Pronta para curtir o inverno brasileiro?


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »