31/05/2019 às 08h09min - Atualizada em 31/05/2019 às 08h09min

Vereadores acompanham prestação de contas da Saúde

Assessoria de Imprensa da Câmara
Foto: Angelo Cardoso
As receitas, despesas e ações da Secretaria Municipal de Saúde no 1º quadrimestre de 2019 foram apresentadas à população em audiência pública, realizada na noite desta quinta-feira (30/05), na Câmara de Vereadores. Os trabalhos foram conduzidos pelo membro da Comissão Permanente de Saúde do Poder Legislativo, vereador Dr. Flávio Salatino (MDB). Os vereadores Cido Saraiva (MDB) e Denilson Pichitelli (PSL) também acompanharam a prestação de contas.

Conforme o relatório divulgado pela secretária de Saúde, Carmem Silvia Guariente, nos primeiros quatro meses deste ano, o Ministério da Saúde repassou para a pasta R$ 13,9 milhões e o Governo do Estado, R$ 24,2 mil. Já o percentual de recursos próprios aplicados na Saúde alcançou 17,13% do orçamento municipal, enquanto o mínimo exigido por lei é de 15%.

Quanto às despesas do período, foram empenhados R$ 93,9 milhões, liquidados R$ 37,6 milhões e pagos R$ 36,3 milhões. Não houve auditorias entre janeiro e abril deste ano, foram realizadas 1.048 viagens para tratamento fora do domicílio e a ouvidoria atendeu a 1.272 demandas, entre elogios, reclamações e sugestões.

O relatório apresentado trouxe ainda informações sobre ações judiciais, solicitações administrativas, indicadores e a produção da rede assistencial própria, conveniada e contratada. Os números de dengue no município também foram destacados.

PERGUNTAS –

A demora do atendimento no Pronto Socorro Municipal, a previsão para mutirão de cirurgias de adenoide e amígdalas, o atendimento médico nas UBS's (Unidades Básicas de Saúde) e a expansão do Programa Saúde da Família foram algumas das perguntas feitas por moradores.

O vereador Cido Saraiva questionou a demora para consultas com clínicos gerais e médicos especialistas. O vereador Dr. Flávio Salatino indagou exames de mamografia, consultas com mastologistas e cirurgias de catarata. Por sua vez, o vereador Denilson Pichitelli perguntou o que está sendo feito para melhorar o atendimento de urgência e emergência no município.

A divulgação das ações da Saúde em cada quadrimestre do ano está prevista na Lei Complementar Federal nº 141, de 2012.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »