27/05/2019 às 16h34min - Atualizada em 27/05/2019 às 16h34min

Produtores rurais de Santópolis do Aguapeí participam de curso gratuito de instalações elétricas

Ação ocorre por meio de parceria entre o SIRAN e a FAESP/SENAR-SP, com apoio da Casa da Agricultura e da prefeitura, visa melhorar o aproveitamento do produto e a qualidade dos alimentos

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
 Fios, lâmpadas, interruptores e conectores tomaram as mesas de uma das salas da Casa da Agricultura de Santópolis do Aguapeí (SP). Sobre elas, 14 produtores rurais manusearam atentamente os materiais, entre os dias 21 e 24 deste mês, durante o curso Instalações Elétricas (Baixa Tensão), promovido pelo SIRAN (Sindicato Rural da Alta Noroeste), em parceria com a FAESP/SENAR-SP (Federação da Agricultura do Estado de São Paulo/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), e apoio da Casa da Agricultura e da prefeitura.
 
Realizada pela primeira vez na cidade, a ação contou com dois dias de aulas teóricas e outros dois de atividades práticas. De acordo com o instrutor Dantes Sirineu dos Santos, diversas situações foram abordadas, como noções básicas sobre eletricidade, instalações elétricas, materiais utilizados, ferramentas e instrumentos necessários e técnicas de instalações. "No curso a gente ensina como efetuar serviços de instalações elétricas em baixa tensão de forma correta e segura nas propriedades rurais. Damos detalhes sobre os materiais adequados, a montagem padrão, qual tipo de cabo no relógio, disjuntor, até o quadro de distribuição. Fazemos também simulação do levantamento de carga etc. Queremos capacitá-los para instalações corretas do início ao fim do processo", explica Santos.
 
No campo
 
Dono de um sítio em Santópolis, onde planta mandioca, o produtor rural Valter Kimura foi um dos participantes do curso. "A gente usa muita energia elétrica na propriedade, como na caixa d'água, nos sensores, na luz. Por isso, eu vim ganhar conhecimento para que eu mesmo possa fazer a manutenção. A gente acaba gastando muito chamando um eletricista e nem sempre acha o profissional na hora que a gente precisa", disse Kimura.
 
Com linguagens simples, os cursos priorizam a prática, aliando conhecimentos técnicos ao trabalho diário dos produtores e trabalhadores rurais. Os cursos oferecidos pelo SIRAN e FAESP/SENAR-SP atendem às necessidades do homem do campo. Os temas são definidos pela equipe de profissionais das entidades (alinhados com as demandas levantadas pelas Casas da Agricultura), que organizam o curso buscando sempre o desenvolvimento do homem que atua no meio rural.
 
O SIRAN
 
Criado em 25/10/ 1942, O Sindicato Rural da Alta Noroeste foi do pioneirismo dos produtores rurais, responsáveis direto pelo desenvolvimento da cidade e que tinham uma visão do futuro. Inicialmente, o grupo formou a Associação de Invernistas e Criadores da Alta Noroeste, com a finalidade de constituir uma sociedade para a defesa dos interesses da classe, tendo sido então escolhida, por aclamação, a diretoria liderada por Carlos Soares de Castro. De lá para cá, o sindicato vem desenvolvendo um trabalho de união entre os produtores rurais, somando esforços para defender a classe produtiva.
 
Atualmente, o SIRAN representa produtores de Araçatuba, Santo Antônio do Aracanguá, Guararapes, Nova Luzitânia, Gabriel Monteiro, Gastão Vidigal e Rubiácea.

A entidade é uma referência na prestação de serviços para a classe produtiva rural, quer seja na área de assessoria e orientação, bem como de representatividade na luta dos interesses de seus associados.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »