22/02/2018 às 09h28min - Atualizada em 22/02/2018 às 09h28min

Educação inicia projeto de Sustentabilidade na rede municipal

PMA
A Vice-prefeita de Araçatuba, Edna Flor, representando o prefeito Dilador Borges, que se encontra em agenda na capital federal, Brasília-DF, participou da formação inicial do projeto de Sustentabilidade da Secretaria Municipal de Educação, realizada no fim da tarde de terça-feira (20), reunindo mais de 500 profissionais da rede municipal e interessados no espaço do Templo Menor da Igreja Comunidade Evangélica, no bairro Santana.

“A partir de hoje, com essa ação, institucionalizamos o cuidado com o meio ambiente e as ações de sustentabilidade. Dada a importância disso, temos palestrantes para conduzir essa preparação e a presença da Edna flor, que tem ampla história defensora das causas ambientais”, introduziu Silvana de Sousa e Souza, secretária municipal de Educação.

Segundo a secretária, o evento é pontapé inicial à formação dos docentes a utilizarem material escolar especifico, parte presencial com sensibilização para a temática e ensino de como utilizarão a plataforma online do curso. “Todos os professores farão o curso voltado ao desenvolvimento sustentável, de acordo com o material que foi adquirido: Um kit para alunos de 1º e 2º anos, e outro, mais completo, para alunos de 3º a 5º ano”.

Silvana explica que o material foi adquirido pelo município no ano passado e já foi distribuído às escolas, com quantidade que proporciona um kit para cada criança, mas que houve a orientação de uso apenas depois que acontecesse a formação dos professores.

O kit para 3º a 5º ano contém dicionário de termos ambientais, material rico em conteúdo relacionado a sustentabilidade e meio ambiente, que não são encontrados em dicionários comuns, em uma linguagem acessível para as crianças, além de literatura infantil e livros paradidáticos com enfoque em temas como água, reciclagem, arborização, etc. Para os menores, os livros de literatura são adequados à faixa etária.

Silvana comenta que o público espectador superou o previsto. “Temos 380 professores do 1º ao 5º ano. Hoje foram colocadas 400 cadeiras para o evento e ainda faltou, tendo que providenciar quase que mais 100, dado que é um conteúdo que as pessoas se interessam em participar. Os professores do infantil não foram convocados e mesmo assim vieram, pois também querem se apropriar da temática”, destacou.



Os palestrantes e orientadores são da Brasil Sustentável Editora. “Quando adquirimos o material, já estava inclusa a formação dos professores. Essa editora só trabalha com conteúdo ambiental, com palestrantes e enredo a colocar em pratica o que o material traz”, finalizou Silvana.

Edna Flor valorizou o trabalho da Secretaria Municipal de Educação. “Silvana é educadora à frente desse projeto que, junto a todos vocês, torna a educação a mola propulsora de nossa cidade, pois se a base não for bem alicerçada, todos os outros projetos ficam frágeis”.

“Ao falarmos de sustentabilidade, queremos muito mais do que as diretrizes que conhecemos, mas que a sustentabilidade seja realmente uma prática na nossa vida, das famílias e das crianças, e através da rede municipal, com orientadores e educadores sensibilizados com isso. Nosso empenho junto às associações de catadores de papel, nossa luta contra a instalação do CGR na área de produtores rurais da Prata e que agora vem ser coroado com a liberação para uso e ampliação do aterro municipal, precisam ter continuidade. Se não tivermos coleta seletiva adequada, acabamos com a vida útil do aterro. Termino agradecendo os esforços de vocês para apresentar esse material e pelo compromisso como cidadãos nessa questão ambiental”, finaliza a vice-prefeita.



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »