27/02/2019 às 10h03min - Atualizada em 27/02/2019 às 10h03min

FINANÇAS MUNICIPAIS: Prefeitura presta contas do 3º quadrimestre de 2018

Assessoria de Imprensa da Câmara
Foto: Angelo Cardoso
A vice-prefeita de Araçatuba Edna Flor (PPS) e o secretário municipal da Fazenda Josué Cardoso de Lima compareceram à Câmara na noite desta terça-feira (26/02) para apresentar o balanço das receitas e despesas realizadas pela administração no 3º quadrimestre do ano passado. A audiência pública foi conduzida pela presidente do Legislativo, vereadora Tieza (PSDB), e contou com a participação dos vereadores Dr. Jaime (PTB), Cláudia Crepaldi (PCdoB), Rivael Papinha (PSB) e Carlinhos do Terceiro (SD).

Conforme o relatório apresentado, o Município registrou um deficit de R$ 10.904.021,24 entre os meses de setembro e dezembro de 2018. Neste período, foram arrecadados R$ 162.096.249,24 e gastos R$ 173.000.270,48. Os valores divulgados englobam a Prefeitura, a agência reguladora Daea e a FEA (Fundação Educacional de Araçatuba).

Já no acumulado de 2018 houve superavit de R$ 56.071.513,24. No ano passado, a receita municipal totalizou R$ 520.294.732,91, ou seja, R$ 71.793.416,57 a menos que a previsão de arrecadação para o ano, que era de R$ 592.088.148,34. Por outro lado, as despesas da administração direta e indireta somaram R$ 464.223.219,67.

Somente com pessoal foram gastos em 2018 R$ 226.244.439,35, um aumento de 10,92% em comparação com 2017, quando o Município desembolsou R$ 203.970.051,45 com funcionários. A dívida consolidada em 31 de dezembro de 2018 também foi apresentada: R$ 235.569.448,17. O INSS, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e a Receita Federal estão entre os credores. “Toda essa dívida está parcelada e o pagamento das parcelas em dia”, garantiu Cardoso.

PARTICIPAÇÃO POPULAR –

Após a exposição dos números, houve participação popular. Pessoas da comunidade criticaram a realização de empréstimos para obras de infraestrutura. Já o vereador Dr. Jaime defendeu a necessidade dos financiamentos. Os vereadores Rivael Papinha e Cláudia Crepaldi pediram esclarecimentos sobre a queda no repasse de recursos para programas assistenciais. Precatórios foi o tema da pergunta feita pelo vereador Carlinhos do Terceiro. A existência de recursos para recapeamento, sinalização e iluminação pública, e a compra de carro para o Conselho Tutelar também foram debatidos.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »