26/02/2019 às 11h41min - Atualizada em 26/02/2019 às 11h41min

Buritama realiza ações para combater escorpiões e Aedes aegypti

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Acidentes com escorpiões são registrados em todo interior paulista. Outro problema no Estado é o mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, zika e chikungunya. No levantamento mais recente feito pelo Departamento de Saúde, o número de pessoas contaminadas pela dengue são de 9 positivos, com 16 negativos, sendo 18 pessoas aguardando resultado, ao todo, são 43 casos notificados. Os acidentes com escorpiões registrados em janeiro chegam a 8 casos, sendo quatro na cidade, três em áreas rurais e um na microrregião de Buritama atendido na Santa Casa.

A melhor maneira de combater estes ‘malfeitores’ é a limpeza de casas, quintais e terrenos baldios. Segundo a Divisão de Vigilâncias, o principal fator para os acidentes está na recusa dos moradores em permitir a entrada dos agentes comunitários e controle de endemias, além da falta de conscientização da população.

“A incidência dessas doenças está alarmante. O objetivo é alertar a população para um problema sério e bem conhecido, que depende da colaboração de todos”, disse o Agente de Saneamento, Luiz Carlos Dias.

No caso dos escorpiões, o trabalho de busca ativa acontece durante o dia em locais onde ocorreram acidentes e reclamações da população, além do trabalho no período noturno com uso de EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) e equipamentos de ultravioleta.  Para o controle do animal, o Departamento de Saúde criou uma equipe exclusiva para os trabalhos noturnos. Segundo dados da Divisão de Vigilância, em 2018, foram 240 dias trabalhados com intensificação de 111 noites e 13 ações nos sábados.

Em relação ao mosquito Aedes, o município está em estado de alerta para evitar uma epidemia de dengue. O Departamento de Saúde iniciou neste mês a intensificação para eliminar criadouros do mosquito e orientar a população sobre os cuidados dentro de casa. “O papel da população é fundamental, é o mais importante de todos. Com a intensificação das atividades, é possível equilibrar essa luta, esse trabalho contra o mosquito”, concluiu o diretor de Saúde, Edilson Carlos Paiva.

Dicas contra a dengue: faça a sua parte

- Aproveite para fazer uma boa faxina: jogue fora objetos sem uso como pneus, garrafas, latas, potes, copos e sacolas plásticas;
- Coloque terra nos pratinhos dos vasos de plantas para evitar o acúmulo de água. Lave e troque a terra semanalmente;
- Contribua com o seu bairro: lixo jogado nas ruas, calçadas e terrenos baldios pode ser foco de dengue. Mantenha a cidade limpa!

Escorpiões: avalie sua residência

- Telar ralos nas áreas internas e externas;
- Vedar frestas nas paredes, janelas, portas e piso;
- Instalar tampa em pontos de luz e caixas de fiação;
- Rebocar paredes e muros;
- Limpar e organizar depósito de materiais;
- Controlar a presença de baratas e outros insetos;
- Acondicionar bem alimentos e o lixo da casa;
- Providenciar limpeza de terrenos, quintas e jardins;
- Recompor tampas de caixas de gordura e de passagem;
- Retirar entulhos, pedras, madeira ou tijolos acumulados.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »