18/02/2019 às 15h58min - Atualizada em 18/02/2019 às 15h58min

Umectação pode auxiliar na cura de doenças presentes no couro cabeludo

Desde o ressecamento até os edemas cutâneos: a aplicação de óleos pode contribuir de forma profunda nos tratamentos capilares.

Hairstylist e terapeuta capilar Rosângela Rocha
Foto: Divulgação
Os óleos vegetais, minerais e essenciais, na maioria das situações, estão envolvidos nos processos de cuidados diários e recuperação dos fios após o uso de produtos químicos. No entanto, eles podem fazer muito mais do que apenas hidratar os fios dos cabelos, eles também colaboram para a melhora de doenças e lesões no couro cabeludo. Os benefícios da umectação capilar têm sido explorados mais significativamente nos últimos anos. Isto, porque o método tem se mostrado eficaz em qualquer tipo de cabelo, e vem apresentando ótimos resultados em diversas experiências. O processo é feito com a aplicação de um óleo essencial ou vegetal, no couro cabeludo ou ao longo dos fios, e o tempo de ação deve ser entre 1 e 8 horas.
 
Entretanto, esse processo também ajuda e auxilia na revitalização das células e dos folículos capilares. Segundo a hairstylist e terapeuta capilar do salão de beleza Maison Rocha, Rosângela Rocha, a umectação do couro cabeludo pode garantir, por exemplo, a melhora de quadros de dermatite seborreica. “De acordo com cada caso e grau de gravidade dos problemas que atingem os cabelos, o uso de óleos essenciais pode ser uma boa opção, pois, proporciona a umidificação e hidratação simultânea dos fios, fazendo com os mesmos não se descamem”, orienta. 
 
Antes de iniciar o tratamento com os óleos é necessário que seja feita uma avaliação do couro cabeludo por meio da utilização de um aparelho chamado tricoscópio, que identifica o estado de saúde dos cabelos e, respectivamente, a presença de doenças epidérmicas. Uma delas é a psoríase, uma doença autoimune caracterizada pelo aparecimento de manchas vermelhas na pele, e o surgimento dos sintomas de coceira e descamação da área afetada. Nesta situação, a umectação pode servir de assistência ao tratamento específico para a doença.
 
Ainda segundo Rosângela, existem técnicas que garantem ainda mais a eficácia da umectação na cura e controle de doenças capilares. “A vinculação do microagulhamento à umectação permite que o óleo penetre a camada mais inferior do couro cabeludo e do bulbo capilar, promovendo uma nutrição de dentro para fora”, explica.
 
Promover a nutrição dos fios regularmente, é essencial para a saúde dos cabelos. “Por ser uma região do corpo muito vascularizada e ter a responsabilidade de garantir a proteção do bulbo e fios dos cabelos, o couro cabeludo deve ser tão bem cuidado e nutrido quanto o restante da fibra capilar”, conclui Rosângela.
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »