15/02/2018 às 09h44min - Atualizada em 15/02/2018 às 09h44min

Quase 200 pessoas faltaram em janeiro às consultas médicas agendadas com especialistas no Cimsa

Assessoria de Imprensa
Foto: Reprodução
O número de faltas de pacientes da cidade às consultas e exames agendados com especialistas no Cimsa (Consórcio Intermunicipal de Saúde) tem preocupado a administração municipal. A Secretaria Municipal de Saúde divulgou que dos 747 procedimentos marcados em janeiro, 198 pessoas não compareceram, o que representa 26,5 % das marcações.
 

As ausências sem justificativa prévia às consultas e exames eletivos, ou seja, aqueles que não são considerados de urgência e emergência, provocam transtornos para os atendimentos médicos; prejuízos aos cofres públicos, uma vez que o município paga por cada procedimento; além de excluir a oportunidade de outro paciente ser atendido.
 

Os maiores índices de absenteísmo aconteceram nas áreas de ultrassonografia, com 101 faltas; reumatologista, com 37 faltas, e cardiologista, em que 19 pacientes faltaram. As demais especialidades que completam a lista são: urologia, ortopedia, neurologia, otorrinolaringologia, dermatologia e médico vascular.

“As pessoas precisam se conscientizar que agendar consultas e faltar sem um aviso prévio causa muitos problemas. Por isso, orientamos os pacientes a desmarcarem as consultas ou exames diretamente na Central de Agendamentos, pelo telefone (18) 3643-6233, com pelo menos 48 horas de antecedência”, observou o secretário de Saúde, Gilmar Trecco Cavaca. “Com esta atitude, a população garante o bom andamento do serviço e demonstra responsabilidade e respeito aos beneficiários que necessitam do atendimento no Cimsa”, completou. 
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »