01/02/2019 às 09h41min - Atualizada em 01/02/2019 às 09h41min

São Paulo é derrotado pelo Guarani no Pacaembu

Na noite desta quinta-feira (31), Tricolor sofreu o gol logo no início da partida e não conseguiu reagir

São Paulo FC
Foto: Rubens Chiri

Com gol logo nos instantes iniciais, o Tricolor acabou derrotado por 1 a 0 para o Guarani na noite desta quinta-feira (31), no Pacaembu, em duelo que marcou o reencontro de Hernanes com a torcida são-paulina.

Para tentar impedir o revés, o São Paulo criou inúmeras oportunidades, acuou o rival e até carimbou o travessão. No entanto, não conseguiu balançar as redes e foi batido no confronto válido pela quarta rodada.

Apesar do tropeço, a equipe se manteve na liderança do Grupo D, com seis pontos. No próximo domingo (3), às 17h, novamente no Estádio Paulo Machado de Carvalho, o Tricolor tentará a reabilitação diante do São Bento.

Para encarar os campineiros, o técnico André Jardine não contou com Willian Farias (aprimora a forma física após se recuperar de trauma na panturrilha esquerda), Brenner (lesão na coxa esquerda), Biro Biro (indisposição), Joao Rojas (cirurgia no joelho), Luan e Igor Gomes (ambos com a Seleção Brasileira Sub-20).

Assim, o treinador escalou o time com Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei e Liziero; Helinho, Pablo, Diego Souza e Everton. Já o adversário atuou com Klever; Léo Príncipe, Ferreira, Diego Giaretta e William Matheus; Romisson, Ricardinho, Felipe Amorim e Lucas Crispim; Thiago Ribeiro e Diego Cardoso.

Logo no início do primeiro tempo, no primeiro minuto, os visitantes abriram o placar com William Matheus após cobrança de escanteio. O gol do adversário, porém, não intimidou o Tricolor. Antes do intervalo, a equipe criou inúmeras oportunidades e carimbou o travessão com Reinaldo, em cobrança de falta.

 Jucilei, após sofrer uma pancada, teve que deixar o gramado e deu lugar ao volante Hudson aos 26 minutos. Apesar da baixa, no entanto, o São Paulo seguiu com mais domínio de jogo e pressionou o Guarani a maior parte do tempo.

Na volta para a segunda etapa, o time são-paulino tentou acuar o Bugre novamente, mas não conseguia furar o bloqueio. Jardine, então, chamou Hernanes. E a torcida explodiu nas arquibancadas para matar a saudade do ídolo.

Nene ainda herdou o lugar de Helinho e tentou dar mais ofensividade ao Tricolor. Mas quando tentava acuar o rival, o São Paulo sofreu um duro golpe: com fortes dores, Liziero teve que deixar o gramado, e o Tricolor ficou com apenas dez jogadores em campo.

Diante de um adversário bem fechado na defesa e com inferioridade numérica, o São Paulo não conseguiu reagir e acabou derrotado por 1 a 0.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »