12/02/2018 às 11h35min - Atualizada em 12/02/2018 às 11h35min

Brasil tem sétimo lugar de Victor Penalber no último dia do Grand Slam de Paris

Brasileiro caiu na repescagem para número um do mundo, Frank De Wit, da Holanda.

CBJ
Foto: Reprodução
O judô brasileiro encerrou neste domingo, 11, sua participação no Grand Slam de Paris com um sétimo lugar do meio-médio Victor Penalber. O melhor resultado do país na competição, que é uma das etapas mais concorridas do Circuito Mundial da FIJ, foi o quinto lugar de Phelipe Pelim no peso Ligeiro, no sábado. A próxima competição da seleção principal será o Grand Slam de Dusseldorf, na Alemanha, nos dias 23, 24 e 25 de fevereiro. 

Penalber começou bem com vitória por ippon sobre o português João Martinho. Em seguida, forçou três punições ao tunisiano Abdelaziz Ben Ammar para avançar às quartas-de-final, onde enfrentou o japonês Sotaro Fujiwara. Tático, o brasileiro controlou a luta no tempo normal e foi para o golden score com dois shidos de vantagem. No segundo minuto do tempo extra, Victor conseguiu uma projeção, o árbitro central assinalou waza-ari, mas o árbitro de vídeo retirou a pontuação. Quando a luta retornou, Fujiwara contra-atacou e conseguiu projetar Penalber para avançar à semifinal. 

Na repescagem pela disputa de bronze, o brasileiro foi superado pelo holandês Frank de Wit, atual número um do Ranking Mundial da FIJ, e terminou com o sétimo lugar. 

Leandro Guilheiro (81kg), Eduardo Bettoni (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Samanta Soares (78kg), Rochele Nunes (+78kg) e Camila Yamakawa (+78kg) também lutaram neste domingo, mas não avançaram em suas chaves. 

A seleção brasileira permanecerá na França para um período de treinos com os atletas que participaram do Grand Slam até a próxima quinta-feira, quando retornarão ao Brasil. 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »