20/12/2018 às 15h53min - Atualizada em 20/12/2018 às 15h53min

Prefeitura aciona brigadas, município e sociedade contra escorpião

PMA
Foto: Assessoria
Na tarde de quarta-feira (19), foi realizada capacitação rápida de profissionais de diversos setores públicos e privados com o intuito de montar uma forte brigada de combate ao escorpião. O encontro reuniu cerca de 70 pessoas no Salão Azul do Paço Municipal, entre servidores públicos municipais, profissionais e membros de instituições.

De acordo com Priscila Cestaro, enfermeira responsável pela Vigilância Epidemiológica Municipal de Araçatuba, a capacitação tem como objetivo o combate através de controle e manejo do escorpião, visando a diminuição de ocorrências de acidentes, e chama ao engajamento de todos os profissionais da saúde e de outras secretarias e departamentos municipais, bem como os chamados brigadistas, que são os profissionais que já foram capacitados no controle da dengue e que agora serão também envolvidos no controle do escorpião. Cestaro reforça que esse compromisso não se restringe apenas a servidores públicos, mas a prefeitura também está chamando a participar profissionais particulares, terceirizados e de outras instituições.

“Este movimento é uma resposta da Secretaria Municipal de Saúde de Araçatuba frente ao aumento significativo na quantidade de acidentes com escorpiões na cidade, quando a administração municipal então inicia o trabalho em caráter de urgência, para que sejam realizadas ações de combate. Um dos aspectos desta iniciativa é o Projeto Atitude, que apesar de ainda estar em construção, já foi posto em execução. É essa atitude de empenhar os diversos setores da sociedade e da administração pública na luta contra o escorpião”.

Na reunião foram expostos assuntos como controle e manejo, fluxo de atendimento, o que está sendo realizado de acordo com as notificações e denúncias, todo o trabalho que a Secretaria de Saúde e as demais secretarias do município estão realizando. Os quadros foram apresentados por Priscila Cestaro, da Vigilância Epidemiológica e Célia Taiacol, coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Araçatuba; Tania Suto, agente técnica de saúde da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), Rosimeire Morales, Educadora de Saúde e vice-presidente do Comitê Institucional contra o Aedes; e Milene Ura Dias, diretora técnica do Grupo de VE Estadual.

Além das exposições, foi feita uma roda de conversa para troca de informações e esclarecimento de dúvidas, além da solicitação de apoio e engajamento.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »