17/12/2018 às 16h40min - Atualizada em 17/12/2018 às 16h40min

“Schumacher não respira por aparelhos”, afirma publicação britânica

Por Gabriel Gavinelli
F1 Mania
Foto: Mercedes
Já se passaram quase cinco anos desde o acidente de Michael Schumacher nos Alpes Franceses. Na ocasião, Schumacher esquiava com seu filho Mick, com 14 anos na época, quando caiu e bateu a cabeça em uma pedra. Desde então, não houveram atualizações sobre a real condição do heptacampeão de Fórmula 1, com rumores dizendo que o ex-piloto da Ferrari era mantido por aparelhos, respirando através de tubos.

Em agosto, “parentes próximos” disseram à revista francesa ‘Paris Match’ que a lenda da Fórmula 1, Schumacher, ainda demonstrava emoções.

Sabine Kehm, gerente de Schumacher, revelou ao ‘Mirror’ que nunca divulgou nenhuma informação oficial sobre a lenda da F1. “Em geral, a mídia nunca relatou a vida privada de Michael e Corina”, disse ela.

“Uma vez em uma longa discussão, Michael me disse: ‘Você não precisa me ligar para o próximo ano, eu vou desaparecer'. Eu acho que foi o seu sonho secreto de poder fazer isso algum dia. É por isso que agora eu ainda quero proteger seus desejos por isso não deixo nada (nenhuma informação) sair. Contudo, o ‘Daily Mail’ revelou o estado do alemão, mantido em segredo por cinco anos, afirmando que Schumacher “não está em coma. Nem respira através de aparelhos”.

Ainda segunda a publicação, acredita-se que ele recebe cuidados extensivos de enfermagem e terapia, estimados em mais de 50 mil libras por semana e vive com a família dentro da casa, em uma espécie de hospital construído dentro da mansão.

O fatídico acidente completa cinco anos no dia 29 de dezembro, alguns dias antes do aniversário de 50 anos de Schumacher, que é celebrado no dia 3 de janeiro.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »