14/12/2018 às 16h25min - Atualizada em 14/12/2018 às 16h25min

Alerta à população: como prevenir acidentes com escorpião e como proceder em casos de picadas

Assessoria de Imprensa
Foto: Imagem Ilustrativa
A Secretaria Municipal de Saúde alerta sobre os cuidados necessários para prevenir acidentes com escorpião. A espécie encontrada com mais frequência no município é o amarelo (Tityus serrulatus), considerado o mais venenoso. Esporadicamente aparece também o preto (Tityus bahiensis).
 
O CCVZ (Centro de Controle de Vetores e Zoonoses) executa durante todo o ano palestras educativas para alertar sobre os cuidados com escorpião. Além disso, a equipe do órgão realiza busca ativa em imóveis de moradores que encontram o animal peçonhento, estendendo as orientações sobre cuidados e eliminação de criadouros à vizinhança do quarteirão.
 
COMO PREVENIR ACIDENTES POR ESCORPIÃO
 
Manter jardins e quintais limpos; evitar o acúmulo de entulhos, folhas secas, lixo doméstico e materiais de construção nas proximidades das casas; evitar folhagens densas (plantas ornamentais, trepadeiras, arbusto e outras) junto a paredes e muros das casas; manter a grama aparada; sacudir roupas e sapatos antes de usá-los; usar telas em ralos do chão, pias ou tanques.
 
É importante ainda vedar as soleiras das portas e janelas quando começar a escurecer; vedar frestas e buracos em paredes, assoalhos e vãos entre o forro e as paredes, colocar saquinhos de areia nas portas; afastar as camas e berços das paredes; não pôr as mãos em buracos, pedras e troncos podres – usar calçados e luvas de raspas de couro caso tenha que fazer essas atividades.
 
SINAIS E SINTOMAS
 
A picada do escorpião pode acarretar sérios riscos à saúde e até levar ao óbito. Em 100% dos casos, a dor local é um sintoma que aparece logo após a picada. Além da dor, podem ocorrer aumento da temperatura, inchaço leve, vermelhidão, arrepio dos pelos e suor no local da ppicada. Se a picada for na mão ou no pé, esses sinais podem atingir todo o braço ou perna.
 
Posteriormente a estes sintomas poderão ocorrer, principalmente em crianças abaixo de 10 anos, aumento do suor pelo corpo, vômitos, agitação, tremores, produção excessiva de saliva, ofegância e respiração aumentada. Portanto, se esses sintomas ocorrerem, mesmo que não se tenha visto o escorpirão, é importante levar a pessoa acidentada ao serviço de saúde mais próximo.
 
PRIMEIROS SOCORROS
 
Em caso de acidente com escorpião é necessário limpar o local com água e sabão; aplicar compressa morna no local da picada e procurar o serviço de saúde mais próximo para que possa receber o tratamento o mais rápido possível. Se possível, após o atendimento a pessoa acidentada, capturar o animal e levá-lo até o CCVZ.
 
Se for picado, não deve furar, cortar, queimar ou espremer o local; não deve fazer sucção no local da ferida; não deve aplicar qualquer tipo de substância sobre o local e nem fazer curativos que fechem o local, pois isso pode favorer a ocorrência de infecções; não colocar gelo ou água fria no local da picada, pois acentua a dor.
 
SERVIÇO
 
Após acidente com escorpião, deve-se procurar o mais rapidamente possível o Pronto Socorro. Ao encontrar o animal em casa, o morador deve entrar em contato com o CCVZ para fazer a notificação. O órgão atende de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30. Informações: (18) 3643-6233.
 
 
 
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »