13/12/2018 às 12h10min - Atualizada em 13/12/2018 às 12h10min

Monge budista que meditava na Índia morre atacado por leopardo

Agência Brasil
Foto: Divulgação
Um monge budista que meditava na Reserva de Tadoba Andhari, no estado indiano de Maharashtra, na qual estava há um mês realizando a prática espiritual, morreu atacado por um leopardo, informou nesta quinta-feira (13) à Agência Efe uma fonte oficial.

"Rahul Mahadev Walke, um monge de 35 anos de idade, morreu no ataque de um leopardo e, segundo outros monges, estava meditando na floresta há um mês", disse G.P. Narwane, da Conservação de Florestas em Tadoba Andhari.

O ataque aconteceu na última terça-feira (11), quando Walke meditava debaixo de uma árvore na reserva, em cujo perímetro fica o mosteiro ao qual o monge pertencia.

As florestas de Maharashtra foram notícia no mês passado depois que guardas florestais mataram uma tigresa com vários filhotes, acusada de matar pessoas. O caso suscitou fortes críticas de Organizações não govermentais (ONGs) e inclusive do governo central.

A morte da felina aconteceu após o Tribunal Supremo negar, em setembro, pedido de dois ativistas para poupar a vida do animal.

Situada no distrito de Chandrapur, a Reserva de Tadoba Andhari tem 1.730 quilômetros quadrados de área e acolhe várias dezenas de tigres, além de outros animais como leopardos e hienas.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »