10/12/2018 às 16h32min - Atualizada em 10/12/2018 às 16h32min

Saúde municipal dá suporte a cubanos que ficaram em Araçatuba

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
O Conselho Municipal de Saúde (Comus) manifestou preocupação com a situação dos médicos cubanos que permaneceram em Araçatuba. Junto à Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) e o Departamento de Atenção Básica de Araçatuba, o Conselho convidou os profissionais para uma reunião a conhecer suas necessidades e oferecer ajuda.

Os profissionais cubanos foram recebidos na sede da SMSA, na última semana, pelo presidente do Comus, Ricardo Wagner Ferreira Machado, a diretora da Atenção Básica, Aparecida Nava, e a secretária municipal de Saúde, Carmem Guariente, e tiveram a informação que a Prefeitura oferece apoio para suas atuais situações, após perderem suas atividades com a decisão do governo Cubano e o consequente desligamento dos mesmos do Programa Mais Médicos do Brasil.

Segundo a SMSA, oito dos médicos cubanos se encontram em situação legal no país e já podem trazer seus currículos para que sejam encaminhados a empresas e setores que os acolham para trabalhar. Três deles precisam resolver questões a regularizarem suas documentações para permanência no Brasil, bem como requererem documentos necessários como carteira de trabalho e previdência social. Uma das profissionais, casada em Araçatuba, também demanda atenção especial por estar gestante.

Ricardo, presidente do Comus, manifesta disposição para ajudar em qualquer situação nas suas necessidades. “Entre as propostas, nós vamos receber os currículos e encaminhar a órgãos, eles informaram que estão dispostos a trabalhar em atividades e a aceitar empregos mesmo que não seja na área de saúde, enquanto aguardam a data do Ministério da Saúde que os possibilitem novamente fazer parte do programa Mais Médicos”.

O Conselho também conta com membro integrante da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, que se propôs a acompanhá-los caso haja necessidade nos trâmites de legalização em órgãos competentes, como na Receita Federal.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »