07/12/2018 às 10h27min - Atualizada em 07/12/2018 às 10h27min

Fogos com menos barulho farão parte de Ano Novo na Avenida Paulista (SP)

A decisão da Prefeitura de São Paulo de usar fogos que emitem menor ruído atende a uma lei do município que proíbe explosivos barulhentos.

ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais
Foto: Divulgação
A Prefeitura de São Paulo decidiu que a festa de Ano Novo de 2018 na Avenida Paulista terá fogos com menos barulho. A decisão atende a uma lei do município – que ainda carece de regulamentação – que proíbe explosivos barulhentos como forma de proteger animais e crianças autistas, que sofrem com o barulho. No caso dos animais, até mortes causadas por paradas cardíacas são registradas devido ao uso dos artefatos com estampido alto. Os hospitais existentes nos arredores da avenida também foram levados em consideração na hora da decisão da prefeitura, já que o ruído incomoda as pessoas doentes.

“Eles têm o barulho do estampido. Não tem a possibilidade de ser sem o mínimo de barulho possível, mas é bem menos do que aquele que é tradicionalmente usado”, disse ao G1 o prefeito Bruno Covas (PSDB).

De acordo com os comerciantes, não existem fogos totalmente silenciosos. “Eles necessitam da pólvora de propulsão para lançamento, necessitam da pólvora de abertura da bomba que também faz ruído”, explicou Eduardo Tsugiyama, presidente da Associação Brasileira de Pirotecnia.

Segundo especialistas, o tamanho da bomba que vai dentro do tubo lançador é o que define a intensidade do barulho de cada explosivo. Quanto maior a bomba, maior o ruído.

Um hospital veterinário comemorou a decisão da prefeitura de usar fogos menos barulhentos. “A gente tem um aumento aqui no hospital de 25% do número de animais internados em função da descompensação pelo barulho de fogos de fim de ano”, disse o veterinário Mário Marcondes.

“Acho que é uma excelente iniciativa, acho que, se for eficaz mesmo, vai ser excelente para a cidade”, afirmou a advogada Mariana Gomes Freitas.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »