28/11/2018 às 15h26min - Atualizada em 28/11/2018 às 15h26min

Programação especial baseada em campanha da ONU traz bate-papo, intervenção e espetáculo nesta semana

Dona de Mim propõe série de atividades sobre o universo feminino

Bruna Oliveira Martins
Assessoria de Imprensa, Sesc
Foto: Divulgação
Os padrões estéticos a que as mulheres estão submetidas desde pequenas, muitas vezes, faz com que elas sofram preconceito por serem mais gordas do que o tido como "padrão", ou altas demais, ou baixas demais, entre outras tantas características. Esse julgamento pode levar a mulher a ter sua autoestima prejudicada e, como acontece com muitas, chegar até a uma depressão por não se aceitar. Outra questão é: quem  nasceu num corpo que não é o feminino, mas se sente mulher? Compondo o projeto Dona de Mim, que trata sobre o universo feminino, o Sesc Birigui realiza nesta quinta, 29, o bate-papo O direito ao corpo que tem como convidadas Erica Malunguinho, uma mulher trans, Nilessa, Tait, apresentadora de TV que passou por um processo de autoconhecimento sobre seu corpo e Raquel Lima, advogada que defende outras mulheres que se sintam presas. As três vão conversar sobre ser mulher sob a mediação das psicólogas Aline Tenório Doná e Laís Messias dos Santos, do Café com Pimenta, de Araçatuba. O encontro acontece às 19h30, no Teatro e é gratuito. Os ingressos podem ser retirados com 1h de antecedência. O bate-papo também será transmitido ao vivo pela página do Sesc Birigui no facebook: facebook/sescbirigui.  

O corpo carrega marcas e experiências pessoais que dizem respeito a quem vivência. Ao olhar para o espelho, a visão obtida é de você mesmo ou de outra pessoa? O ato de enxergar é feito pela lente dos seus olhos ou pelos outros? O bate-papo O direito ao corpo discute essas questões entre tantas outras.
 
Antes do bate-papo, às 19h, acontece a intervenção Darluz, com Geovanna Leite e Fernando Tavares. Darluz é uma mulher, mãe, violentada e sem saída. Ela tem como única perspectiva a ruptura do elo materno como concretude de sobrevivência. A faixa indicativa é 16 anos.
 
No fim de semana é a vez do espetáculo Casa de Tolerância, com a Companhia do Miolo, de São Paulo, ser trazido para Araçatuba. A montagem explora as intolerâncias e discriminações a questões referentes ao universo feminino. As apresentações acontecem sexta e sábado, dia 30 e 1/12, às 20h e domingo, dia 2/12, às 19h, na Oficina dos Macacos – Rua Santos Dumont, 66, Araçatuba. A entrada é grátis e a faixa indicativa é 12 anos.  
 
Além dessas programações, o projeto Dona de Mim acontece até o dia 10 de dezembro e propõe uma série de atividades que contemplam a cultura, a arte, a legislação e a voz das mulheres, por meio de espetáculos de música, circo e teatro, palestras, rodas de conversa, exibição de documentário seguida de bate-papo, e também cursos e oficinas. O projeto foi inspirado pela campanha anual global 21 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU) e tem o intuito de mobilizar a população mundial a discutir questões relacionadas a esse universo.
 
 
Confira abaixo o que ainda vai acontecer pelo projeto:  
 
Cinema
Preciosa
Dir. Lee Daniels | EUA | 2010 | Drama | 110 min. | DVD
Grávida de seu próprio pai pela segunda vez, Claireece "Preciosa" Jones de 16 anos, não sabe ler nem escrever e sofre abuso constante nas mãos de sua mãe. Instintivamente, Preciosa vê uma chance de mudar de vida quando ela tem a oportunidade de ser transferida para uma escola alternativa. Sob a orientação firme e paciente de sua nova professora, Sra. Rain, Preciosa começa a viagem da opressão para autodeterminação.
Dia 28/11, quarta, às 19h30, no Teatro. Grátis. 16 anos.
Retirada de ingressos com 1h de antecedência. Limitado a 1 ingresso por pessoa.
 
Intervenção
Darluz
Com Geovanna Leite e Fernando Tavares
Darluz é uma mulher, mãe, violentada e sem saída. Ela tem como única perspectiva a
ruptura do elo materno como concretude de sobrevivência. Nos coloca em um questionamento profundo sobre a metáfora "dar á luz" e qual a interpretação que o
patriarcado reforça em seu cotidiano.
Dia 29/11, quinta, às 19h, no Teatro. Grátis. 16 anos.
 
Bate-papo
O direito ao corpo
Com Erica Malunguinho, Nilessa Tait, Raque da Cruz e Laís Messias dos Santos
O corpo é o lar de cada um. Ele carrega marcas, curvas e histórias únicas. Padrões estéticos existem e podem afetar as pessoas de tal maneira que elas queiram esconder seus corpos. Neste bate-papo uma mulher trans, um mulher que passou por um processo de autoconhecimento sobre seu corpo e uma mulher que defende outras que se sintam presas conversam sobre ser mulher.
Dia 29/11, quinta, às 19h30, no Teatro. Grátis. Livre.
 
Teatro
Casa de tolerância
Com Companhia do Miolo
"Rompemos os muros! Rasgamos as paredes! Quantos corpos há aqui?" A montagem explora as questões das violências sofridas ao corpo da mulher e as intolerâncias e discriminações a tudo que seja ligado ao feminino.
Dias 30 e 1/12, sexta e sábado, às 20h.
Dia 2/12, domingo, às 19h.
Oficina dos Macacos - Araçatuba.
Grátis. 12 anos.
 
Diálogos abertos sobre o feminino
Uma roda de conversa num espaço aberto de troca e expressão de questões sensíveis ao feminino. Entre outros pontos, destacamos em cada encontro a importância da criação, da manutenção e do fortalecimento de redes de mulheres para um viver mais saudável e amoroso.
Dia 5/12, quarta, às 19h30.
Com Natália Clementin e Café com Pimenta.
Dia 8/12, sábado, às 16h30.
Com Bárbara Guirado e Bruna Oliveira.
Área de Convivência. Grátis. 16 anos.
 
Circo
Choque rosa
Com Circo di SóLadies
Augustina, Greice, Úrsula e Xamanga encaram mais um dia de mesmice dentro de casa: limpar, passar, cozinhar e... Peraí? Cadê a Maria?! Com o sumiço da amiga
Maria, as quatro palhaças são obrigadas a se aventurar no tão temido FORA, um lugar que não foi feito para elas, onde mulher nenhuma pode se aventurar. Será?
Dia 2/12, domingo, às 16h, no Teatro. Grátis. Livre.
Retirada de ingressos com 1h de antecedência. Limitado a 1 ingresso por pessoa.
 
Autocuidado natural para a saúde da mulher
Com Ellen Flamboyant
Introdução a conceitos básicos de saúde das mulheres, anatomia e fisiologia básicas,
desequilíbrios mais comuns da saúde, reconhecimento de algumas plantas medicinais e outros elementos das práticas integrativas de saúde e seus usos.
De 5 a 7/12, quarta a sexta, das 17h às 20h30, na Sala Múltiplo Uso 2. Grátis. Livre.
Inscrições pelo Portal Sesc.
 
Música
Todas nós
Com Talita Rustichelli e banda
O show traz, por meio de canções, histórias do feminino e da luta das mulheres. Um repertório baseado em canções que abordam o tema, e também músicas representativas nas carreiras de grandes cantoras brasileiras que driblaram a cultura
do patriarcado para seguir adiante, em suas vidas pessoais e profissionais.
Dia 7/12, sexta, às 20h, na Área de Convivência. Grátis. Livre.
 
Literatura
Sarau pretas palaBRas
O Pretas PalaBRas emerge em contra-ação ao racismo e ao machismo operantes em toda a sociedade. A força motriz de resistência e luta das mulheres negras, desde nossa ancestralidade, fez e faz com que consigamos transformar dores e alegrias em resiliência e expressão de arte.
Dia 9/12, domingo, das 16h30 às 18h, na Área de Convivência. Grátis. 16 anos.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »