28/11/2018 às 10h07min - Atualizada em 28/11/2018 às 10h07min

Após resultado e tratamento, a busca por uma vida mais saudável

Realizar exames periódicos e estar atento à alterações no órgão contribui para diagnóstico precoce da doença

Portal Brasil
Campanha Novembro Azul marca ações de prevenção da doença - Foto: Arquivo/Agência Brasil
Receber o diagnóstico de câncer de próstata em 2016 mostrou para o agente de seguros Fernando Araújo a importância do acompanhamento médico frequente e também proporcionou uma mudança na sua vida dois anos depois. 

Um dos sintomas mais frequentes do câncer de próstata, a dificuldade para urinar estava presente na vida de Fernando desde 2014. Outros sinais de problemas podem ser o aumento na frequência de idas ao banheiro e sangue na urina. Mas, nos exames anuais que fazia, nunca tinham surgido problemas.

Após procurar um hospital e ser avaliado, com a realização do exame de toque retal, uma ressonância magnética e uma biópsia do nódulo encontrado na próstata, é que veio a confirmação do tumor: hiperplasia benigna da próstata (HBP), comum em homens com mais de 40 anos. "Meu mundo desabou", disse.  

Tratamento
Com o resultado, a indicação médica foi pela cirurgia para retirar o tumor. Como o câncer era localizado e não se espalhou por outros órgãos, Fernando não precisou ser submetido à quimio ou radioterapia. "Agora, de quatro em quatro meses tenho feito apenas acompanhamento com o médico", disse. Até agora, não foram mais encontrados vestígios do tumor.

Em fase de recuperação, Fernando tem adotado hábitos de vida mais saudáveis: come melhor e pratica esportes. "Hoje a medicina está muito avançada e desde que detectado a tempo, as chances de cura são elevadas. O resto, com a ajuda da mulher e psicólogos, será ultrapassado", disse.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »