22/11/2018 às 15h05min - Atualizada em 22/11/2018 às 15h05min

Banda 7 Glórias toca Rita Lee e Os Mutantes dia 25 no coreto da praça Rui Barbosa

Grupo araçatubense se apresenta após a Banda Municipal "Bruno Zago"; show tem apoio do Fundo Municipal de Apoio à Cultura

Talita Rustichelli
Assessoria de Imprensa
Foto: Emmanuela Zambon
Um coreto no Centro de Araçatuba, que é item importante na história cultural da cidade. Uma banda que remete ao passado, mas um passado de sons experimentais que flertam com o futuro. A banda 7 Glórias apresenta no próximo domingo, 25, o show "As folhas sabem procurar pelo sol – Um Tributo a Os Mutantes e Rita Lee", no coreto da praça Rui Barbosa, em Araçatuba. O início do show está previsto para as 20h, logo após a apresentação da Banda Municipal "Bruno Zago".
 
O projeto é realizado com o apoio da Prefeitura Municipal de Araçatuba e da Secretaria Municipal da Cultura, e também do Conselho Municipal de Políticas Culturais, por meio de edital do Programa de Fomento à Cultura 2017 do Fundo Municipal de Apoio à Cultura. No dia 8 de dezembro, haverá um segundo show da 7 Glórias, na praça João Pessoa, às 16h, viabilizado pelo mesmo edital.
 
Formado por Talita Rustichelli (voz), Fernando Patrocínio (voz e guitarra), Tiago GP (voz e bateria) e Eduardo Martinez (contrabaixo), o grupo araçatubense tem no repertório músicas como "Top Top", "Ando meio desligado", "Fruto Proibido", "Balada do louco", "Posso perder minha mulher, minha mãe", "Papai me empresta o carro", "Ovelha negra", "Jardins da Babilônia", e muitas outras.


 
Considerando a importância de Os Mutantes para a história da música brasileira, a banda araçatubense é a única da região a ter um repertório focado nas composições do grupo paulistano. Para os músicos, a contribuição de Rita, Sérgio e Arnaldo (e os membros de outras formações) para o rock brasileiro sempre estará presente e é enriquecedor tê-los como influência musical.
 
"As gerações mais jovens, muitas vezes, buscam referências de rock'n'roll e psicodelia em artistas estrangeiros, quando têm nos Mutantes, aqui mesmo no Brasil, uma das fontes mais ricas. E ainda tudo isso em harmonia com o swing da musicalidade brasileira", afirma o baixista Eduardo Martinez.
 
"E Rita Lee sempre foi um nome emblemático na música brasileira, desde Os Mutantes, até na sua carreira solo. Frequentemente tocando em temas sensíveis e ainda atuais, além de representar uma resistência do protagonismo feminino em um universo rock'n'roll, que ainda tem predomínio de homens", complementa.
 
Para a cantora Talita, é importante que o público tenha contato com bandas como Os Mutantes, que foram essenciais na história da música brasileira mas sobre a qual hoje pouco se fala na grande mídia. "O repertório foge do senso comum. O show é uma alternativa cultural a quem procura não só entretenimento e diversão, mas também uma amostra de sons que ajudaram a construir os pilares da MPB e do nosso rock", diz. 
 
Sobre Os Mutantes
 
Os Mutantes tiveram em sua formação inicial e mais conhecida a cantora Rita Lee, o guitarrista Sérgio Dias e o baixista e pianista Arnaldo Baptista. A banda se formou em 1966, época em que começavam a fervilhar as ideias que deram origem ao Movimento Tropicalista (que teve seu auge entre 1967 e 1968), e lançou seu primeiro disco há 50 anos.
 
A partir de 1972, os rapazes resolveram trilhar um caminho o rock progressivo, abandonando um pouco a faceta de "jovens travessos" e se agarrando de vez aos longos solos e letras psicodélicos. Rita seguiu sua trajetória solo, com projetos vigorosos, como o Rita Lee & Tutti-Frutti e, depois, a parceria com seu marido Roberto de Carvalho.
 
 
Serviço
"As folhas sabem procurar pelo sol – Um Tributo a Os Mutantes e Rita Lee"
Com Banda 7 Glórias
Dia: 25 de novembro, domingo
Horário: 20h
Local: Praça Rui Barbosa, em Araçatuba
Grátis



Ouça a Rádio MEGA http://megaata.com/  E baixa agora o APP Mega ATA 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »