16/11/2018 às 09h54min - Atualizada em 16/11/2018 às 09h54min

Futuro chanceler vai impor metas de produtividade aos embaixadores

MBL News
Foto: Divulgação
Ernesto Araújo, indicado para ser chanceler do futuro governo Bolsonaro, quer transformar as embaixadas brasileiras em entrepostos comerciais, registrou O Antagonista.
 
O objetivo é estimular a abertura do mercado internacional, colocando metas de produtividade aos embaixadores, e os que não apresentarem resultado serão substituídos.

Ernesto Araújo foi nomeado ministro das Relações Exteriores na quarta-feira (14). Diplomata há 29 anos, atualmente Ernesto é Diretor do Departamento de Estados Unidos, Canadá e Assuntos Interamericanos do Itamaraty.

Novo governo

Com a indicação de Ernesto Araújo, temos a seguinte configuração: Paulo Guedes está confirmado para o ministério da Economia, pasta que reunirá Fazenda, Planejamento e Indústria e Comércio; Onyx Lorenzoni estará a frente da Casa Civil; Marcos Pontos deverá ser o ministro da Ciência e Tecnologia; Tereza Cristina ocupará o ministério da Agricultura; Augusto Heleno, também general do Exército, será ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, o General Fernando Azevedo e Silva irá assumir o ministério da Defesa enquanto o Ministério da Justiça e Segurança estará a cargo de Sérgio Moro.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »