13/11/2018 às 11h59min - Atualizada em 13/11/2018 às 11h59min

Por problema de motor, Hamilton quase abandonou o GP do Brasil

Por Gabriel Gavinelli
F1 Mania
Foto: Reprodução
A Mercedes revelou que Lewis Hamilton esteve perto de uma falha no seu motor durante o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 do último domingo. O britânico esteve a poucos minutos de abandonar a corrida, segundo os engenheiros da Mercedes, depois que um aumento de temperatura quase levou a uma falha em sua unidade de potência.

Hamilton foi informado de que não poderia usar os modos de motor mais fortes durante a maior parte da corrida em sua briga com Max Vestappen pela vitória em Interlagos, o que acabou por agravar os problemas da equipe com a estratégia dos pneus.

Após a corrida, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, revelou que durante a corrida, os engenheiros da Mercedes estavam certos de que Hamilton teria problemas com seu motor.

“Nós vimos o pessoal do motor aqui, e depois de volta à base”, explicou Wolff. “Eu pude ouvir no canal (de rádio) foi ‘Lewis Hamilton, falha na unidade de potência eminente. Vai falhar na próxima volta.

“E eu entrei na conversa e disse: ‘Com licença, o que?’ E eles responderam: ‘Sim, nós temos um grande problema na unidade de potência, vai falhar na próxima volta.

“Mas não falhou na próxima volta e eu disse: ‘Quando vocês tiverem um minuto, me digam o que está acontecendo’.

“‘Bem, nosso escape está prestes a falhar e estamos superando todos os limites de temperatura.’
eles responderam.

“Eu disse: ‘Então, como corrigir?’ Eles começaram a consertá-lo, desligando algumas coisas. As temperaturas caíram de 1000 para 980 graus. Mas ainda era muito alta! Isso foi realmente terrível.”

Hamilton e a equipe conseguiram administrar o problema e graças a uma manobra controversa de Esteban Ocon sobre Max Verstappem, o campeão mundial de 2018 conseguiu sua a 72ª vitória de sua carreira.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »