31/10/2018 às 08h39min - Atualizada em 31/10/2018 às 08h39min

Papel higiênico é utilizado constantemente para levar drogas a presídios

Neste final de semana, foi a vez das Penitenciárias de Irapuru e Junqueirópolis registrarem ocorrências com o item de higiene

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
No último fim de semana do mês, 27 e 28 de outubro, estabelecimentos prisionais subordinados a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste) registraram tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos nos presídios e que foram barrados durante os procedimentos de revista. Vale lembrar que os visitantes flagrados são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. Também é instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais podendo, ainda, ser instaurados Procedimentos de Apuração Preliminar para apurar supostas responsabilidades funcionais.
 
Penitenciária "Anízio Aparecido de Oliveira" de Andradina

Na Penitenciária de Andradina, no domingo, 28, ao submeter visitante à revista pelo equipamento body scanner da unidade, agentes observaram na imagem gerada a presença de um volume anormal na região da genitália. Após ser questionada por servidora, a mulher confessou que estava com maconha oculta no local. Desta forma a Polícia Militar foi acionada, sendo a visitante conduzida à Delegacia de Polícia.
 
Penitenciária de Irapuru

Também no domingo, 28, na Penitenciária de Irapuru, ao revistar uma sacola contendo itens de alimentação trazida por companheira de sentenciado, agente encontrou algumas "tiras de papéis" escondidas em dois rolos de papel higiênico, sendo o entorpecente sintético K 4. A visitante foi conduzida à Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos.
 
Penitenciária de Junqueirópolis

Foram quatro apreensões no domingo, 28, na Penitenciária de Junqueirópolis. Às 9h15, durante a revista com o uso do aparelho de scanner corporal da unidade, servidores perceberam a presença de um objeto nas partes intimas de companheira de sentenciado. Ao ser questionada, a visitante retirou um invólucro espontaneamente na presença de duas servidoras em área reservada. Após averiguação ficou constatado tratar-se de uma porção de cocaína. Por volta das 9h30, ao revistarem os alimentos trazidos por visitante, companheira de outro sentenciado da unidade, agentes encontraram em meio a um rolo de papel higiênico, 19 pedaços papéis em formato retangular aparentando tratar-se da substância entorpecente denominada K4. Diante do ocorrido foi acionado o plantão policial para as providências de praxe. Às 10h10, ao submeter visitante por revista no aparelho de scanner corporal os servidores perceberam a presença de um objeto nas partes intimas. A companheira de outro preso da unidade retirou o referido objeto espontaneamente na presença de duas servidoras em local reservado. Após averiguação ficou constatado tratar-se de uma porção de cocaína. Às 11h15, outra visitante também foi flagrada da mesam forma tentando entrar com uma porção de maconha.
 
Penitenciária II "Luis Aparecido Fernandes" de Lavínia

Na Penitenciária II "Luis Aparecido Fernandes, ao passar visitante, companheira de sentenciado da unidade, pelo scanner corporal da unidade, agentes flagraram presença de corpo estranho em seu corpo. Indagada, ela assumiu que se tratava de um aparelho de telefonia móvel celular e posteriormente retirou voluntariamente de seu órgão genital um "invólucro" que continha realmente o ilícito.
 
Penitenciária III "Paulo Guimarães" de Lavínia

Na Penitenciária III "ASP Paulo Guimarães" de Lavínia, também no domingo, 28, por volta das 10h, companheira de sentenciado da unidade foi flagrada da mesma forma com um mini telefone celular.
 
Penitenciária "Ozias Lúcio dos Santos" de Pacaembu

Na Penitenciária "Ozias Lúcio dos Santos" de Pacaembu, aconteceram duas apreensões no sábado, 27. Em ambos os casos, as visitantes, companheiras de sentenciados da unidade, foram flagradas pelos agentes tentando entrar com maconha oculta nos genitais.
 
Penitenciária de Valparaíso

Na Penitenciária de Valparaíso, também no sábado, 27, agentes encontraram na sacola de "jumbo" de visitante, companheira de preso da unidade, foi encontrado na alimentação, escondido dentro de um pedaço de carne, um invólucro contendo maconha.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »