17/10/2018 às 08h39min - Atualizada em 17/10/2018 às 08h39min

Tingir os cabelos em casa pode trazer riscos à saúde

Colorir os fios em casa pode danificar profundamente a fibra capilar

Rosângela Rocha
Assessoria de Imprensa, Naves Coelho
Tingir os cabelos em casa é um habito comum a muitas pessoas. Porém, esse hábito pode se tornar altamente prejudicial à saúde dos fios e a do couro cabeludo, uma vez que as tinturas devem ser manuseadas por um profissional que está apto para oferecer cuidados prévios e manutenção aos cabelos após a coloração.
 
Geralmente, o que mais é temido ao tingir os cabelos em casa são os possíveis erros com a cor e o ressecamento dos fios, sendo estas questões meramente superficiais e de baixo risco. Entretanto, os perigos reais vão muito além dos danos visíveis. A hairstylist e visagista do salão Maison Rocha, Rosângela Rocha, comenta sobre como tingir os fios sem um profissional pode ser prejudicial: “As químicas presentes nas tinturas por si só não condenam a saúde capilar, em alguns casos. O problema maior reside justamente no manuseio do produto e no cuidado após a coloração. De forma que, quando o procedimento é realizado em casa sem a proteção ou manutenção pós-tintura, os fios ressecam e o couro cabeludo fica exposto a ações alérgicas”.
 
Os danos não se limitam somente ao comprimento dos fios. Muitas vezes, em uma coloração mal manipulada, o couro cabeludo pode sofrer queimaduras e vermelhidões. Além disso, a possibilidade de desenvolvimento de doenças mais graves a partir de reações alérgicas é eminente. Segundo Rosângela, as complicações podem ser irreversíveis se não houver tratamento adequado: “Quando ocorre um processo inflamatório após o mau uso de tinturas, doenças como a alopecia cicatricial e dermatite seborreica ficam mais propensas a acontecer, e, em muitos casos, a inflamação do couro cabeludo causa a perda permanente dos fios”, afirma.


 
As pontas duplas são um risco comum a qualquer procedimento estético capilar. No entanto, as colorações feitas da forma correta podem garantir a permanência da queratina já presente nos fios – ou seja, não danificando e nem agravando nenhum caso de quebra.
 
Todos os produtos químicos que são usados nos cabelos devem, por regra, ser previamente testados antes da aplicação, pois, uma vez gerado alguma reação anormal não se deve prosseguir com a coloração. Essa técnica é bastante comum aos profissionais cabeleireiros, que procuram sempre assegurar que a saúde dos fios não será prejudicada.
 
Mudar a tonalidade dos fios não pode ser sinônimo de cabelos ressecados e sem vida. Tido isso, o mais indicado é procurar um profissional com a cor em mente. Pois, dependendo do tom da coloração, o processo pode se tornar mais demorado e ser feito em etapas, em que cada uma delas deve ser respeitado o limite dos fios sob efeito das tinturas.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »