05/10/2018 às 08h46min - Atualizada em 05/10/2018 às 08h46min

Com Teatro e Dança Sesc São Paulo Debate Longevidade e Envelhecimento

Programação em Birigui contempla espetáculos no Sesc, em 2 abrigos, torneios, aulas abertas e palestras

Assessoria de Imprensa, Sesc
Foto do espetáculo Fios de Memória. ( Foto: Edu Arantes)
A potência dos palcos dos teatros e dos corpos em movimento na dança como instrumento transformador e fundamental na ruptura com os preconceitos e estereótipos relacionados aos idosos são o foco da MOSTRA SENTIDOS: A LONGEVIDADE NA ARTE, que acontece de 1º a 11 de outubro, nas 38 unidades do Sesc da capital, litoral e interior de São Paulo. A ação do Sesc São Paulo celebra o Dia Internacional do Idoso (1º de outubro) com as linguagens do teatro e da dança, que contemplam os temas da longevidade e do envelhecer em suas narrativas, dramaturgias, formatos, elencos e propostas para o público de todas as idades.


Com 21 atividades gratuitas (treze peças de teatro, três espetáculos de dança, quatro intervenções e um bate-papo), a MOSTRA SENTIDOS: A LONGEVIDADE NA ARTE pretende despertar por meio dos múltiplos sentidos provocados pela arte, um olhar mais profundo sobre a temática do envelhecimento a partir dos 60 anos. Nas regiões Oeste e Noroeste do Estado de São Paulo, as unidades do Sesc de Rio Preto, Catanduva, Birigui e Presidente Prudente recebem espetáculos da programação.


Segundo Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc São Paulo "A instituição é pioneira no Trabalho Social com Idosos com ações permanentes e presença constante nas ações e debates no âmbito do Dia Internacional do Idoso. Assim, a Mostra Sentidos propõe discutir a velhice e a longevidade por meio da arte, na expectativa de que as reflexões despertadas pelo teatro e pela dança suscitem a desconstrução dos estereótipos e preconceitos que cercam o envelhecimento".


O Dia Internacional do Idoso sinaliza uma oportunidade de discussão sobre a longevidade e o envelhecer. Atualmente, mais de 700 milhões de pessoas no mundo possuem 60 anos ou mais. Em 2050, serão mais de dois bilhões de indivíduos idosos (em torno de 20% da população do planeta). Para marcar a data estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Sesc São Paulo, pioneiro no Trabalho Social com Idosos e focado em sua missão socioeducativa de promoção da cultura, convida o público para uma reflexão sobre o processo de envelhecimento por meio da sensibilidade fomentada pela programação artística.


Em Birigui a programação contempla diversas atividades entre espetáculos, palestras, aula aberta e torneios. O espetáculo Fios de Memória abre a programação na quinta, 4, e traz a história de um palhaço com Alzheimer. O espetáculo será encenado às 20h, no Teatro do Sesc Birigui e tem entrada gratuita.

Na sexta, 5, duas instituições de acolhimento de idosos recebem a contação de história "Esses Viajantes e suas Historietas", da companhia Arte Negus que se utiliza da cultura popular, histórias, músicas, brincadeiras de palavras e parlendas. Além de histórias, são propostas brincadeiras e músicas da cultura popular das várias regiões do Brasil, tais como "Minha Boneca de Lata", "Meleca", "A velha a Fiar" e "Coveiro Raimundo". O Abrigo Vó Tereza recebe a contação às 9h30 e o Recanto do Vovô às 14h.
Confira todas as atividades para Birigui:

espetáculo
Fios de Memória
O espetáculo retrata o dia de um palhaço com Alzheimer. Um espetáculo lúdico que navega entre as linguagens do circo, da dança e do teatro de bonecos. A história foi construída e inspirada no desenvolvimento do Alzheimer, assim a dramaturgia a luz, a música e o cenário se desfazem em sincronismo de movimentos, para ilustrar a relação de afastamento entre o Palhaço Joca e suas memórias.
Dia 4/10, quinta, das 20h às 21h30
Teatro Sesc Birigui
Livre
Para todas as idades

contação de histórias
ESSES VIAJANTES E SUAS HISTORIETAS
Com Cia. Arte Negus A cultura popular é um baú que guarda histórias, músicas e brincadeiras de palavras. Além de histórias, são propostas brincadeiras e músicas da cultura popular das várias regiões do Brasil.
Dia 5/10, sexta
9h30 - Abrigo Vó Tereza - Birigui/SP
14h - Recanto do Vovô - Birigui/SP
Grátis

palestra
ADAPTAÇÕES COGNITIVAS E AFETIVAS DO IDOSO
Com Danielle Grillo Alves Caldeira
Atividade que promove uma reflexão e construção de conhecimentos e dispositivos de autoregulação e evolução do desenvolvimento cognitivo e afetivo na terceira idade, que pode contribuir para promoção de uma transição e adaptação, desta nova fase da vida, satisfatória, saudável e plena.
Dia 3, quarta, das 15h30 às 17h.
Teatro. Grátis.
Acima de 60 anos

palestra
ESTATUTO DO IDOSO
Com Dr. Dório Sampaio Dias
Palestra com o objetivo de obter maiores informações sobre o estatuto do idoso. Neste estatuto são estabelecidos os direitos dos idosos, para que os mesmos tenham uma maior qualidade de vida.
Dia 10, quarta, às 15h.
Teatro. Grátis.
Acima de 60 anos.

palestra
COMO DESTINAR SEU IMPOSTO DE RENDA AO CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO
Com Elcio Cleber Feitosa Sanches
Nesta atividade, os participantes poderão tirar as suas dúvidas e obter várias informações sobre como destinar uma parte de seu IR para o Conselho Municipal do Idoso.
Dia 10, quarta, das 15h30 às 16h30.
Teatro. Grátis.
Acima de 60 anos.

palestra
O IDOSO FRÁGIL
Dr. Luis Fernando Zonzini Salvariego
Nesta palestra serão apresentados e discutidos assuntos referentes ao idoso e as suas diversas e possíveis
fragilidades.
Dia 17, quarta, das 15h às 16h.
Teatro. Grátis.
A partir de 60 anos

torneios e campeonatos
FESTIVAL DE VÔLEI DO IDOSO
Com instrutores do Sesc Jogos amistosos de Vôlei voltados aos alunos do Esporte Idoso, em parceria com o Grupo de Idosos de Birigui. Atividade será ministrada pela equipe esportiva do Sesc Birigui.
Dia 9, terça, das 15h30 às 17h30, Centro de Convivência do Idoso -Birigui. Grátis.
A partir de 60 anos.

aula aberta
RITMOS VARIADOS
Com instrutores do Sesc
Atividade de ritmos e Ginástica Multifuncional em comemoração ao Dia Mundial do Idoso, voltada aos participantes do Núcleo de Convivência para Idosos de Birigui.
Dia 9, terça, 7h30.
Centro de Convivência do Idoso - Birigui. Grátis.
A partir de 60 anos.

palestra
PREVIDÊNCIA SOCIAL – O AMPARO SOCIAL AO IDOSO
Com Gabriela B. T. Carani
Atividade na qual os participantes terão informações referentes à Previdência Social, no que diz respeito à direitos, prazos e condutas, além de poderem tirar as suas dúvidas sobre o tema abordado.
Dia 17, quarta, das 15h30 às 16h30.
Teatro. Grátis.
A partir de 60 anos

palestra
POSSIBILIDADES E LIMITAÇÕES DOS MOVIMENTOS EM IDOSOS
Com Luis Alberto Gobbo
Doutor em ciências pela USP, o palestrante contextualiza o crescimento de idosos na população e os impactos que as atividades de diversas áreas podem ter para proporcionar um envelhecimento com qualidade de vida.
Dia 24, quarta, das 15h às 17h.
Teatro. Grátis.
Acima de 60 anos.

palestra
DOR NA TERCEIRA IDADE
Com Ana Helena Poli de Santana
Nesta palestra, serão discutidos aspectos sobre a dor, dentro das experiências nas áreas sensoriais e emocionais.
Dia 31, quarta, das 15h às 16h.
Teatro. Grátis.
A partir de 60 anos.

Trabalho Social com Idosos do Sesc São Paulo
Ao longo de mais de meio século de presença no cenário sociocultural, o Trabalho Social com Idosos do Sesc São Paulo passa por constantes avaliações e reformulações, na intenção de responder às demandas que se apresentam a cada momento. Tendo como pressuposto a educação como dispositivo de transformação social, tem oferecido aos idosos espaços de aprendizado e sociabilização, experimentação de linguagens artísticas, de trabalhos corporais e ações em diferentes campos da cultura. Em sua metodologia considera o contexto sociocultural de seu público alvo para o desenvolvimento das ações. Desde 1963, a sociabilização e ocupação do tempo livre, a ação educacional e, na contemporaneidade, a transversalidade e a ruptura com estereótipos e preconceitos.

 No contexto social observa-se que os idosos não estão mais restritos à dimensão privada, o que é fundamental para serem vistos como cidadãos e seres autônomos. Apropriam-se de espaços públicos e virtuais que lhes dão visibilidade e sua presença nesses espaços – em qualquer instância - é essencial para trazer para a pauta de discussão as questões relacionadas à existência humana, alterando paradigmas e percepções sobre o processo de envelhecimento e sobre a velhice.



 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »