• Olá visitante, seja bem-vindo!
    Entrar | Cadastre-se
  • Tempo Hoje
    SP, Araçatuba
    min 22º
    máx 29º
  • Segunda, 18 de Dezembro de 2017
    • Facebook
    • Twitter
    • Pinterest
    • Instagram
    • Youtube
    • Rss

Esportes / 5 de Janeiro de 2017 12h33

FUTEBOL

Ex-atleta da seleção, Pedro Guedes é novo técnico do Sub 21 Masculino da Alemanha

0 votos
Brasileiro substituirá o duas vezes medalhista olímpico Richard Trautmann que assumiu a equipe principal masculina.
CBJ
Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus Compartilhe no Pinterest
Foto: CBJ
O judô brasileiro segue exportando talentos. Na última segunda-feira, 02 de janeiro, Pedro Guedes assumiu oficialmente o cargo de técnico da seleção Sub 21 Masculina da Alemanha, um dos países mais tradicionais do esporte. Brasileiro substituirá o duas vezes medalhista olímpico Richard Trautmann que, por sua vez, assumiu a equipe principal masculina. O contrato é válido até o fim de 2020, comtemplando todo o ciclo dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“A ideia é manter uma linha de trabalho clara e transparente entre as equipes sênior, júnior e cadete. Eu pretendo identificar novos talentos e desenvolvê-los dentro da equipe Sub 21, algo importante na transição para a classe de cima. Algo parecido com o que a gente está vendo que está sendo muito bem feito no Brasil”, disse Guedes.

Pedro Guedes nasceu em 25 de setembro de 1980 e começou no judô com o sensei Lhofei Shiozawa em um projeto social em Goiânia. Aos 14 anos se mudou para Bastos, interior de São Paulo, onde treinou com sensei Uichiro Umakakeba durante três anos.

Aos 17, partiu para a capital, mais especificamente para o Projeto Futuro, onde permaneceu por três anos, defendendo a equipe do São Caetano. Quando o Minas montou sua equipe de alto rendimento, foi convidado pelo sensei Floriano Almeida a se mudar para Belo Horizonte, onde ficou por 10 anos.

Entre as principais conquistas estão um bronze na Copa Jigoro Kano (atual Grand Slam de Tóquio) em 2007, a prata no Campeonato Pan-Americano de Montreal em 2007 e a prata no Mundial Por Equipes Pequim 2007. Foi o principal adversário de Leandro Guilheiro por uma vaga nos Jogos Pan-Americanos de 2007 e nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008.

Após a sua aposentadoria em 2009, aos 29 anos, partiu para a Eslovênia, onde trabalhou como técnico da equipe júnior e auxiliar do time principal do Judo Klub Sankaku, o principal do país, durante quase dois anos. Uma das atletas com quem trabalhou nessa época foi a atual campeã olímpica do peso meio-médio, Tina Trstenjak.

Em 2012, se mudou para o Canadá para trabalhar com os atletas das seleções Sub 18 e Sub 21 no Centro de Treinamento Regional de Ontario, na cidade de Toronto, palco dos Jogos Pan-Americanos de 2015. Algumas das revelações desse trabalho foram Jessica Klimkait, ouro no Mundial Sub 18 Miami 2013 (primeira campeã mundial de judô da história do Canadá), Kelita Zupancic, campeã dos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015, e Bradley Langlois, bronze nos Abertos de Glasgow e de San Salvador neste ano.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários
0 comentários


Comentários via Facebook

2017 © - Atanews