• Olá visitante, seja bem-vindo!
    Entrar | Cadastre-se
  • Tempo Hoje
    SP, Araçatuba
    min 22º
    máx 29º
  • Quarta, 18 de Outubro de 2017
    • Facebook
    • Twitter
    • Pinterest
    • Instagram
    • Youtube
    • Rss

Notícias / 11 de Agosto de 2017 14h42

TECNOLOGIA

Snap registra novo prejuízo de US$ 443 milhões e ações despencam

0 votos
Olhar Digital
Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus Compartilhe no Pinterest
Foto: Olhar Digital
Snap, a empresa que controla o aplicativo Snapchat, divulgou nesta semana seu balanço fiscal referente ao segundo trimestre deste ano. Embora o número de usuários e a receita da empresa tenham crescido, os resultados ficaram abaixo do esperado e decepcionaram o mercado.

Horas após a divulgação do balanço, o valor das ações da Snap já havia caído 17%, chegando ao ponto mais baixo deste o IPO da empresa. Entre abril e junho deste ano, o prejuízo líquido da empresa ficou na casa dos US$ 443 milhões. No mesmo período do ano passado, esse valor foi de US$ 115 milhões.

Mas assim como o Twitter, o Snapchat até tem apresentando um crescimento significativo, só não tem sido tão rápido quanto os investidores gostariam. No segundo trimestre deste ano, a quantidade de usuários ativos diariamente cresceu 21%, chegando a 173 milhões.

A receita, por si só, também viu um crescimento de 153%, chegando a US$ 182 milhões. O problema é que os dois números, embora expressivos, ficaram abaixo das expectativas. Segundo analistas da Factset, citados pelo site VentureBeat, esperava-se que o número de usuários diários do Snapchat chegasse a 175 milhões, e que a receita fosse de US$ 186 milhões.

Enquanto isso, a concorrência ganha cada vez mais vantagem. O Instagram, por exemplo, já tem 700 milhões de usuários ativos diariamente. Só a função Stories, que o app copiou do Snapchat, tem mais de 250 milhões de usuários. Apesar disso, os cofundadores da Snap, Evan Spiegel e Bobby Murphy, continuam acreditando no sucesso da empresa no longo prazo.

"Snap é uma de seis plataformas com mais de 150 milhões de usuários ativos diariamente fora da China. As outras cinco são plataformas comandadas por duas empresas com grandes fatias do mercado", disse Spiegel. "Historicamente, nós conseguimos fazer negócios em mercados altamente competitivos e saturados por nossos concorrentes."

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários
0 comentários


Comentários via Facebook

2017 © - Atanews