• Olá visitante, seja bem-vindo!
    Entrar | Cadastre-se
  • Tempo Hoje
    SP, Araçatuba
    min 22º
    máx 29º
  • Sábado, 27 de Maio de 2017
    • Facebook
    • Twitter
    • Pinterest
    • Instagram
    • Youtube
    • Rss

Notícias / 19 de Maio de 2017 15h44

TECNOLOGIA

Venda de microcelulares é proibida pela Anatel

0 votos
Olhar Digital
Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus Compartilhe no Pinterest
Foto: Olhar Digital
A venda de microcelulares no Brasil agora é proibida por lei. Por determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), os aparelhos não podem mais ser comercializados no país por não possuírem certificação do órgão e nem terem passado pelos processos de homologação.

Geralmente fabricados na China, os microcelulares são aparelhos que medem em torno de 6 cm, quase inteiramente compostos por plástico e que, por isso, assemelham-se a brinquedos. Eles são encontrados por valores entre R$ 150 e R$ 250 e servem apenas para realizar ligações e enviar mensagens SMS. Por serem pequenos e baratos, esses gadgets viraram febre nas penitenciárias brasileiras, uma vez que são mais fáceis de serem contrabandeados.


Em nota, a Anatel informa que já enviou um ofício para o Mercado Livre, a maior plataforma de comercialização desses aparelhos, com uma lista de produtos que deveriam ser retirados de forma imediata pelo site. Caso não cumprisse a ordem, que passou a valer na última quarta-feira, 17, a loja online poderia ser multada.

Também por meio de nota, o Mercado Livre informou que “identificou os anúncios denunciados pela Anatel e já está providenciando sua remoção”. Segundo o site, os anúncios não estão de acordo com os Termos e Condições da plataforma por, nesse caso, não contarem com a homologação da agência reguladora. Assim sendo, os produtos não poderiam ser vendidos.

Fotos
2 fotos


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários
0 comentários


Comentários via Facebook

2017 © - Atanews