• Olá visitante, seja bem-vindo!
    Entrar | Cadastre-se
  • Tempo Hoje
    SP, Araçatuba
    min 22º
    máx 29º
  • Segunda, 24 de Julho de 2017
    • Facebook
    • Twitter
    • Pinterest
    • Instagram
    • Youtube
    • Rss

Notícias / 19 de Maio de 2017 10h32

VACINAÇÃO

Vacinação contra a gripe segue até o dia 26 de maio

0 votos
Meta é imunizar cerca de 10 milhões de cidadãos, equivalente a 80% das 12,6 milhões de pessoas que formam o público-alvo da campanha.
Governo do Estado de São Paulo
Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus Compartilhe no Pinterest
Vacinação também imuniza população contra contra os vírus A/Hong Kong (H3N2) e B/Brisbane ( Foto: Governo do Estado de São Paulo )
A campanha de vacinação contra o vírus da gripe segue até o dia 26 de maio em todo o Estado de São Paulo. Meta é imunizar cerca de 10 milhões de paulistas, o que corresponde a 80% das 12,6 milhões de pessoas que formam o público-alvo da campanha.

Será imunizado todo público-alvo da campanha, segundo orientação do Ministério da Saúde. Ou seja, poderão ser vacinados bebês a partir dos seis meses e crianças menores de cinco anos de idade, idosos a partir dos 60 anos, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias), indígenas, profissionais de saúde que trabalham em serviços públicos e privados, professores das redes pública e privada.

Vacina

Além de imunizar a população contra a gripe A H1N1, tipo que se disseminou pelo mundo na pandemia de 2009, as doses protegem a população contra os vírus A/Hong Kong (H3N2) e B/Brisbane. A vacina foi produzida pelo Instituto Butantan, órgão ligado à pasta, através de um processo de transferência de tecnologia.

Conforme preconiza o Ministério da Saúde, somente casos de gripe grave, caracterizados como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), independentemente do tipo, são de notificação obrigatória no Brasil.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários
0 comentários


Comentários via Facebook

2017 © - Atanews